Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/467
Title: Dor sofrimento, dor encantamento: retratos de vidas - ser viúva em camadas médias pernambucanas
Authors: Maria Lago Falcão, Tânia
Keywords: viúvas;pobreza;morte
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria Lago Falcão, Tânia; Chambliss Hoffnagel, Judith. Dor sofrimento, dor encantamento: retratos de vidas - ser viúva em camadas médias pernambucanas. 2003. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Arqueologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: Estudar a viuvez remete a um dos temas tabus na sociedade ocidental contemporânea: a morte. A privatização crescente do fenômeno da morte e a progressiva desritualização que vem ocorrendo no Ocidente, nos últimos séculos, favorecem um processo de exclusão dos enlutados para os bastidores da vida, traduzindo a denegação e o escamoteamento dessa outra dimensão da existência. A viuvez inaugura uma categoria social que se instala de maneira não planejada, trazendo transtorno e dor, em geral e especialmente, para a família enlutada. Pelo seu caráter do inusitado , pode desorganizar a vida dessas pessoas, exigindo adaptações à nova realidade. Nesta dissertação, analisam-se os suportes (pessoal, social, emocional) eventualmente utilizados na reorganização do cotidiano, e as mudanças que se estabeleceram nas vidas de algumas mulheres viúvas de camadas médias, residentes em duas cidades paradigmáticas da urbanidade pernambucana, Recife e Jaboatão dos Guararapes. O material da pesquisa foi coletado através de metodologia qualitativa, a narrativa de vida. As bases teóricas para o estudo da viuvez feminina foram pautadas, principalmente, nas pesquisas de Helena Z. Lopata (1973; 1979; 1996). Os resultados, mostrados através das verbalizações das informantes, indicam sentimentos de estigmatização e marginalização, que foram analisados a partir dos trabalhos sobre estigma social de Erving Goffman (1988) e da noção de liminaridade de Victor Turner (1974). A proposta básica deste trabalho foi contribuir para a ampliação do conhecimento na área da viuvez feminina, em nosso meio, e estimular novas pesquisas a partir de outras indagações que daí emergirem
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/467
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Antropologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4674_1.pdf974.21 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.