Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4624
Título: Estimação do risco potencial de projetos para concessão de créditos pelos bancos de desenvolvimento: estudo de caso da capacidade de pagamento de um projeto industrial
Autor(es): AQUINO, Sebastião Alves de
Palavras-chave: Risco de projeto;Simulação de Monte Carlo;Fluxo de Caixa Mínimo do Projeto;Taxa de Mobilidade do Gestor;Taxa Mínima de Eficácia
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Alves de Aquino, Sebastião; Barrantes Hidalgo, Álvaro. Estimação do risco potencial de projetos para concessão de créditos pelos bancos de desenvolvimento: estudo de caso da capacidade de pagamento de um projeto industrial. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: As orientações emanadas de Basileia indicam que as instituições financeiras aprimorem seus sistemas de análise de risco de projetos produtivos de longo prazo. Este estudo de caso visa demonstrar a utilidade do método de simulação estocástico Monte Carlo no processo de Fluxo de Caixa Descontado (FCD), para avaliação de projetos, com vistas ao seu aprimoramento, utilizando os critérios do VPL e TIR. Na análise de cenários, emprega-se uma metodologia com a estimação do Fluxo de Caixa Mínimo do Projeto (FCMP), utilizando-se como parâmetro a Taxa Mínima de Atratividade (TMA), uma vez que para uma rentabilidade abaixo dessa taxa, o projeto deve ser preterido. O FCMP servirá também para se calcular o fluxo mínimo que viabiliza o financiamento proposto, a Taxa de Mobilidade do Gestor (TMG) e a Taxa Mínima de Eficácia (TME). A SMC poderá ser usada para formação do espectro FCMP e, com base em números aleatórios, calcular o risco do projeto. Classificam-se os resultados em duas ordens: de mercado e acadêmica. Primeiro se constata que há necessidade de adição do método estocástico à avaliação determinística de projetos. A formação do FCMP contribui na avaliação do risco do projeto para melhorar o seu gerenciamento; para medir a mobilidade da gestão no enfrentamento de fatores adversos micro e macroeconômicos, e para calcular a TME que caracteriza o esforço da gestão em tornar o projeto viável. Na outra categoria de resultados, percebe-se que a área de finanças, mais especificamente a avaliação de projetos, possui muitos temas ainda por pesquisar, haja vista as sugestões desencadeadas por esta dissertação, quais sejam: a metodologia do FCMP; a conceituação do risco de financiamento como função do risco de projeto e do risco de crédito; fatores de produção que provocam a rentabilidade acima da taxa mínima de atratividade. E para finalizar este estudo de caso, fecha-se a dissertação com um parecer conclusivo sobre a viabilidade econômico-financeira do fluxo de caixa estudado
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4624
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8470_1.pdf2,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.