Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4568
Título: Diálogo e educação : estudo comparativo sobre o conceito de diálogo no pensamento filosófico e pedagógico de Paulo Freire e de Martin Buber
Autor(es): Cortez Moraes Querette, Suzana
Palavras-chave: Diálogo; Relação educacional; Paulo Freire; Martin Buber
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cortez Moraes Querette, Suzana; Rörh, Ferndinand. Diálogo e educação : estudo comparativo sobre o conceito de diálogo no pensamento filosófico e pedagógico de Paulo Freire e de Martin Buber. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: O diálogo é um instrumento de comunicação que necessita de maiores investigações educacionais, uma vez que interfere na relação educador-educando e na própria maneira de se conceber a educação. Paulo Freire e Martin Buber consideram o diálogo como base do pensamento tanto filosófico quanto pedagógico. O diálogo apresenta-se como ponto de contato entre estes dois autores, que o abordam de maneira central em suas teorias, na perspectiva educacional. Este estudo buscou compreender o desenvolvimento do conceito de diálogo , do ponto de vista filosófico e educacional, contido nas principais obras e momentos de vida de Paulo Freire e Martin Buber, no propósito de desenvolver um estudo comparativo entre eles, levando em consideração os aspectos de permanência e mudanças, de forma a sintetizar suas contribuições à teoria educacional. Por ser um trabalho de caráter exclusivamente teórico, os procedimentos metodológicos limitam-se à busca bibliográfica em bibliotecas, centros de documentação e pela internet, leitura, fichamento e discussões de textos previamente selecionados, o que caracteriza de fato uma pesquisa bibliográfica. Do ponto de vista teórico, o procedimento metodológico utilizado foi o método hermenêutico de interpretação textual, mais especificamente a interpretação do conceito de diálogo de cada um dos autores referidos. O resultado demonstra que, em Freire, existem duas fases no seu pensamento dialógico. A primeira refere-se às idéias iniciais de fundamentação teórica para o conceito de diálogo, e a segunda fase apresenta o desenvolvimento deste conceito inicial e inclui as novas facetas e mudanças na conceituação do diálogo. O diálogo no início dá suporte a uma revolução política, econômica e social e se torna em seguida instrumento central de instalação de uma sociedade radicalmente democrática. Em Buber não há divisão de fases. O seu entendimento sobre o diálogo permanece em toda sua obra, sem maiores mudanças; há, porém, diferentes formas de conceituar o diálogo, no que se refere à terminologia. Enquanto em Freire o diálogo é o caminho para a libertação e humanização, em Buber o próprio diálogo já é a realização do homem, sem nenhuma intenção político-social antecipada. Enquanto em Freire o diálogo na educação é direcionado aos assuntos sócio-culturais necessários a uma mudança, na visão de Buber o diálogo exige mutualidade total, que dessa forma não caracteriza a relação educacional. A tarefa educacional em Buber é favorecer as condições necessárias, no educando, para entrar numa vida dialógica. Concluímos que, como estes dois autores desenvolvem teorias educacionais e propostas pedagógicas únicas e consoante suas respectivas formações e vivências, assim também constroem conceitos distintos para o diálogo. O diálogo, em cada uma das teorias, tem significado distinto, intrinsecamente relacionado com os princípios pedagógicos que o norteiam. Confirma-se, com isso, o diálogo, como um elemento constitutivo de uma teoria pedagógica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4568
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5509_1.pdf780,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.