Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/456
Título: Fungos endofíticos isolados de folhas de bananeira (Musa spp.) e seleção de antagonistas a fitopatógenos dessa cultura
Autor(es): ASSUNÇÃO, Márcia Maria Costa
Palavras-chave: Fungo endofítico;Musa spp.;Antagonismo;Metabólitos voláteis
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maria Costa Assunção, Márcia; Auxiliadora de Queiroz Cavalcanti, Maria. Fungos endofíticos isolados de folhas de bananeira (Musa spp.) e seleção de antagonistas a fitopatógenos dessa cultura. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A bananeira (Musa spp.) está presente em todas as regiões tropicais e subtropicais, sendo a banana a fruta mais conhecida e cultivada. No Brasil a bananicultura é atividade de importância econômica e social. O fungo endofítico habita o interior dos tecidos aéreos do hospedeiro, pelo menos durante uma fase do seu ciclo de vida, desempenhando variadas e estreitas relações ecológicas, sem demonstrar sintomas visíveis. Com o objetivo de isolar, identificar e avaliar o potencial antagônico dos fungos endofíticos de folhas de bananeiras contra os fitopatógenos Cladosporium musae, Fusarium oxysporum f. sp. cubense, Colletotrichum musae, Deightoniella torulosa, Pseudocercospora musae e Mycosphaerella musicola, através de testes in vitro, foram realizadas quatro coletas seguindo-se de isolamento e identificação de fungos endofíticos de folhas sadias (nova, intermediária e velha) de quatro cultivares de bananeira ( Pacovan , Nanicão , Prata-Anã e Maçã ), do município de Belo Jardim/Pernambuco, no período chuvoso e de estiagem. No total, foram identificadas 40 espécies de fungos endofíticos originadas de 751 colônias a partir de 1728 discos foliares. Apresentaram maior frequência de ocorrência em relação ao número de unidades formadoras de colônias: Acremonium polychoroma, Alternaria alternata, Cladosporium cladosporioides, Colletotrichum gloeosporioides, Colletotrichum. musae, Deightoniella torulosa, Fusarium solani, Nigrospora oryzae, Nodulisporium gregarium, Paecilomyces lilacinus, Pestalotiopsis maculans, Guignardia musae. A maior frequência de colonização por fungos endofíticos foi verificada em folhas velhas, no cultivar Pacovan . Maiores índices de frequência foram registrados no período chuvoso. Nigrospora oryzae, Pestalotiopsis maculans e Nodulisporium gregarium apresentaram mais eficiência nos testes de antagonismo in vitro contra os fitopatógenos testados
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/456
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1650_1.pdf2,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.