Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/455
Title: A criação de um setor de software entre os contextos global, periférico e semiperiférico : uma contribuição ao conceito de campo organizacional
Authors: MARIZ, Luiz Alberto da Costa
Keywords: Mudança institucional; Campo organizacional; Estratégia institucional; Setor de software; Periferia e semiperiferia
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Alberto da Costa Mariz, Luiz; Amélia Pereira de Carvalho, Cristina. A criação de um setor de software entre os contextos global, periférico e semiperiférico : uma contribuição ao conceito de campo organizacional. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: O objeto desta investigação são mudanças institucionais associadas à criação de um setor de software em Pernambuco, de que participam empresas, uma universidade pública, o Estado e diversas entidades coletivas. O problema de pesquisa refere-se às estratégias institucionais adotadas pelas organizações dessa região periférica para inserção naquele setor tecnológico globalizado. Foi realizado um estudo de caso qualitativo, baseado sobretudo em entrevistas semi-estruturadas, que traz contribuição teórica ao conceito de campo organizacional. Uma importante mudança observada foi a redefinição da profissão de professor universitário, que passou a incluir a possibilidade deste se tornar um empreendedor. A outra foi uma intervenção nos principais mercados do País que passaram a aceitar, como fornecedoras, empresas de origem nordestina dedicadas à tecnologia avançada em TI. A conformação do campo parece ter sido viabilizada pela complementaridade das influências dos ambientes periférico e semiperiférico a que pertencem importantes organizações. Também parecem ter contribuído um entrecruzamento de influências do ambiente periférico com condicionantes técnicos, bem como elementos históricos concretizados em pressões coercitivas ou culturais de natureza neoliberal. Paradoxalmente, a região periférica, que oferece maleabilidade institucional favorável à formação do campo, constitui também fonte de incertezas. O estudo ilustra a pertinência de se acrescentar o ambiente semiperiférico na análise de certos processos de globalização. Ao considerar os elementos institucionais, culturais e técnicos dos ambientais organizacionais díspares, o trabalho resgata fundamentos da teoria institucional no sentido de oferecer um conceito de campo organizacional mais apto a lidar com processos de globalização em regiões periféricas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/455
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1209_1.pdf2.5 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.