Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4433
Título: O ritmo e a repercussão da construção de saberes: olhares e reflexões na práxis educativa de professores de educação física em uma política pública de saúde no município do Recife
Autor(es): da Silva Guimarães, Gina
Palavras-chave: Práxis Educativa; Diálogo; Saberes Docentes.
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: da Silva Guimarães, Gina; Luiza de França, Tereza. O ritmo e a repercussão da construção de saberes: olhares e reflexões na práxis educativa de professores de educação física em uma política pública de saúde no município do Recife. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: O presente estudo buscou desvelar e analisar a construção dos saberes docentes na práxis educativa de professores de Educação Física em intervenção numa Política Pública de Saúde (Programa Academia da Cidade), no município do Recife. Tomamos como categorias centrais a práxis educativa, a partir de uma realidade dinâmica e complexa; o diálogo e os saberes docentes, compreendendo o saber docente como social, plural e temporal, analisado à luz dos estudos de Tardif (2002), Gauthier et Al (1998); Melo (2000); França, (2003); Pimenta (2002); Pires (2000); Lucena, (2002); e Francisco (2006). Utilizamos a pesquisa de base qualitativa, a partir da abordagem da Etnometodologia e suas categorias centrais: prática/realização, indicialidade, reflexividade, accountability e noção de membro, por ter sido a que mais apresentou subsídios para tratarmos nossos objetivos de investigação. Foi utilizado o questionário para seleção dos sujeitos, a entrevista narrativa como forma de maior aproximação à realidade e a análise temática de conteúdo para tratamento dos dados. A pesquisa desvelou que havia dificuldade do coletivo em si identificar como professores construtores e sistematizadores de saberes, a partir da reflexão do cotidiano de sua práxis educativa, dificuldade de teorizar sua própria prática; que os denominados atores-educadores mobilizam e utilizam saberes de várias fontes; que a relação com o tempo lhes deu mais segurança e domínio de grupo; que a categoria diálogo foi fundamental na construção de saberes; ficou evidenciado que princípios como o da organização, da sensibilidade, da adaptação e da escuta foram fundamentais para a construção de saberes pelos atoreseducadores e que desta dinâmica emergiu um saber que é necessário para estabelecer um diálogo entre os atores-educadores e os atores sociais. Este saber surgiu da necessidade de uma habilidade para articular, intermediar, direcionar, e ou gerenciar a equipe multidisciplinar no e do Pólo, nas ações rotineiras e transversais, junto aos demais profissionais do Programa, aos gestores e profissionais da saúde, lideranças comunitárias, associações e fóruns do controle social, o qual denominamos de saber da articulação. Desta forma, a práxis educativa se fez presente a partir do momento em que os atores-educadores reinventaram a si e ao seu contexto, transformando-se e transformando o mundo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4433
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5294_1.pdf1,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.