Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4396
Título: Lembranças dos caminhos e descaminhos da escola na vida de mulheres negras de Buíque, PE (1980-1990)
Autor(es): Leandro da Silva, Irailda
Palavras-chave: Memórias de mulheres negras; Identidade e educação em Buíque, PE
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Leandro da Silva, Irailda; Fernandes de Souza, Edilson. Lembranças dos caminhos e descaminhos da escola na vida de mulheres negras de Buíque, PE (1980-1990). 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: O principal objetivo desta pesquisa foi identificar nas falas de depoentes negras as possíveis contribuições da escola para a construção da sua identidade. Para tanto, buscamos compreender como se deu a educação de mulheres negras que passaram pelas escolas do Sítio Mundo Novo, em Buíque PE (1980 1990), procurando identificar quais elementos foram selecionados de suas memórias sobre o cotidiano escolar e de que forma eles contribuíram para a construção da identidade delas. Dessa forma, utilizamos fontes documentais (Diário de Classe e Atas de Resultados Finais), fontes iconográficas (fotografias) e, a partir da análise de tais documentos, selecionamos doze mulheres negras, com as quais utilizamos o método da História Oral para coletar e analisar os depoimentos (fontes orais) colhidos. A partir dessas entrevistas, elucidamos as discussões levantadas sobre os percalços, tensões, continuidade e descontinuidade do processo educacional das mulheres estudadas. Das lembranças que foram selecionadas pelas memórias das ex-alunas, destacamos elementos constantes que sobressaíram nas inter-relações pessoais realizadas no cotidiano escolar, a discriminação racial sofrida por algumas das depoentes, o trabalho infantil interferindo diretamente no desempenho das entrevistadas na escola e o papel de membros da família que serviram como espelhos positivos na vida escolar dessas mulheres. Embora o período em estudo seja considerado um marco na história de luta pela educação dos negros em geral, e em especial da mulher negra brasileira, de acordo com os depoimentos percebemos que a escola não contribuiu para a construção da identidade negra das depoentes, visto que questões da história e cultura negra não eram discutidas na escola no período em estudo, assim como hoje ainda não é realidade na maioria das escolas brasileiras como têm revelado diversos estudos da área
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4396
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3658_1.pdf4,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.