Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4389
Título: Práticas de Letramento e Interação Sócio-Cultural: Um olhar sobre a experiência da Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente
Autor(es): de Oliveira Santos, Jailze
Palavras-chave: Letramento;Educação não-formal;Práticas de leitura e escrita;Formação do cidadão letrado
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Oliveira Santos, Jailze; Lucia Ferreira de Figueiredo Barbosa, Maria. Práticas de Letramento e Interação Sócio-Cultural: Um olhar sobre a experiência da Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: A sociedade contemporânea, extremamente grafocêntrica, tem exigido que os indivíduos se utilizem da escrita de forma dinâmica, nas mais diversas situações de interação social. Na esfera da Educação, o termo letramento vem significar as diversas dimensões e funções que a escrita desempenha na sociedade e tem despertado interesse de muitas áreas, sejam elas ligadas à educação como também à lingüística. Na busca de uma compreensão mais acurada das práticas sociais intermediadas pela escrita, esta dissertação procura identificar, em uma Organização Não Governamental AACA -, que atua na educação não-formal, as práticas e os eventos de letramento propostos pelos educadores e os modos particulares destes desenvolverem tais práticas e eventos em suas aulas. Para tal, realizamos uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, na qual foram usados, como instrumentos de pesquisa, observações em sala de aula e ambiente extra-classe, entrevistas com educadores e relatos das atividades realizadas. Verificamos que as práticas de letramento desenvolvidas na ONG valorizavam, sobremaneira, práticas ideológicas de letramento. Os eventos mostravam que as práticas de letramento observadas eram permeadas por crenças e valores que subjazem aos princípios éticos, políticos e ideológicos da instituição. Os alunos que freqüentavam a Instituição eram expostos diariamente a inúmeros eventos de letramento, que viriam atender a demandas cotidianas e cumpririam finalidades sociais, políticas e éticas estabelecidas pela a ONG pesquisada. O arcabouço teórico da pesquisa centra-se em autores que estudam o letramento como fenômeno social e aliam-se aos Novos Estudos do Letramento (NLS), para os quais as práticas da escrita são socialmente situadas e, por serem permeadas por ideologias, desempenham uma função significativa na interação sócio-cultural dos indivíduos. Os resultados do estudo mostram que as práticas pedagógicas da Instituição valorizam uma visão de letramento como prática social da escrita e da leitura e visam à promoção do letramento dos seus alunos como instrumento potencializador de cidadania e inclusão social
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4389
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3655_1.pdf6,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.