Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4336
Title: O colégio israelita Moysés Chvarts: tradição e construção da identidade judaica recifense
Authors: Maria de Oliveira, Yolanda
Keywords: Escola Judaica; Habitus Eliasiano; Identidade; Tradição; Memória; Cultura
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria de Oliveira, Yolanda; Fernandes de Souza, Edilson. O colégio israelita Moysés Chvarts: tradição e construção da identidade judaica recifense. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: A presente pesquisa tem por objetivo analisar a possibilidade que é dada a uma instituição escolar para internalizar uma segunda identidade e assegurar tradições: Estudamos o Colégio Israelita Moysés Chvarts, por ser o único em Recife/PE, em que há quase um século se atém à educação de crianças e jovens judeus e não judeus. Através da teoria do sociólogo alemão Norbert Elias (1897- 1990), analisei o conceito por ele desenvolvido, de habitus , ou seja, uma segunda natureza , ou saber social incorporado investigando quais as diversas atividades educacionais dentro do Colégio que contribuem para manter sua memória e formar essa segunda natureza. Diante disso, os procedimentos metodológicos adotados para essa pesquisa visam compreender e analisar os elementos simbólicos que foram construídos pela comunidade judaica sobre essa instituição de ensino: as fontes documentais foram analisadas com base na História Nova, dessa forma utilizamos de fotografias, cartazes, Projetos Políticos Pedagógicos, etc., para construir a narrativa dessa dissertação. A contribuição da História Oral enquanto procedimento metodológico também contribuiu para a realização dessa pesquisa, visto que as pessoas que foram formadas dentro dos valores dessa instituição de ensino discutiram quais os efeitos que tiveram para a construção de sua vivência e imaginário enquanto um grupo que contempla valores, inseridos dentro de um grupo social maior. Tendo a teoria eliasiana do habitus enquanto linha de raciocínio para a realização dessa pesquisa, percebi os fortes elementos simbólicos que o Colégio Israelita forma em seus alunos, através das vivências diárias, atividades culturais e disciplinas escolares diferenciadas: há na comunidade judaica a crença na educação como fator fundamental para a continuidade de valores e memória de seus antepassados; também a sacralização da educação formal e da tradição oral, enquanto um elo de resistência para a sobrevivência desses valores que são caros ao grupo, contribuindo para a formação da identidade judaica e a continuidade de tradições milenares
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4336
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3591_1.pdf10.04 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.