Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/427
Title: Interação trófica, composição química e ultraestrutura de ceras epicuticulares em espécies de euphorbiaceae
Authors: Oliveira de Costa Filho, Luiz
Keywords: Caatinga; Herbivoria; Interações; UPGMA
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Oliveira de Costa Filho, Luiz; Silva de Almeida Cortez, Jarcilene. Interação trófica, composição química e ultraestrutura de ceras epicuticulares em espécies de euphorbiaceae. 2011. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Galhas são crescimentos diferenciados do tecido vegetal induzidos por diferentes agentes como vírus, bactérias, fungos, nematóides, ácaros e insetos, podendo ocorrer em diferentes órgãos da planta. Estudos sobre insetos indutores de galha e plantas hospedeiras tem se concentrado mais em vegetações de Cerrado e Restinga, sendo poucos os registros para o semiárido brasileiro. Assim, o presente estudo busca registrar a ocorrência de galhas em espécies de Euphorbiaceae no Parque Nacional do Catimbau, PE, Brasil. Três gêneros de Euphorbiaceae (Croton, Cnidoscolus e Jatropha), foram investigados quanto à presença e ausência de galhas, por um período de dois anos, com visitas periódicas em quatro áreas do Parque (Trilha Pedra da Concha, Trilha Pedra do Camelo, Trilha Pedra da Igrejinha e Casa de Farinha). No total foram amostrados 1.600 indivíduos e a presença de galhas foi registrada em média para 31% deles. As espécies de Cnidoscolus foram as mais atacadas por insetos galhadores, seguido das espécies de Croton. Por outro lado, não foi registrada a ocorrência de galhas nas espécies de Jatropha em nenhuma das áreas de estudo durante o período de observações. Entre as espécies de Cnidoscolus, C. vitifolius foi a mais galhada (71%), enquanto para as espécies de Croton, C. adamantinus apresentou maior abundância de galhas (56%). As variações na ocorrência de galhas entre as diferentes áreas e espécies indicam a necessidade de estudos complementares, levando-se em conta outras variáveis que podem interferir nos padrões de distribuição desses insetos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/427
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3035_1.pdf6.15 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.