Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/425
Title: Aspectos ecológicos e introdução de mudas micorrizadas para revegetação de áreas de Dunas Mineradas no Litoral da Paraíba
Authors: Gomes de Souza, Renata
Keywords: dependência micorrízica;eficiência simbiótica;mudas;FMA;NMP;glomalina
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Gomes de Souza, Renata; Costa Maia, Leonor. Aspectos ecológicos e introdução de mudas micorrizadas para revegetação de áreas de Dunas Mineradas no Litoral da Paraíba. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: A mineração é um dos fatores de degradação dos ambientes costeiros do Brasil, dificultando o estabelecimento e a sobrevivência das plantas e da comunidade microbiana do solo. Na mina de Mataraca, estado da Paraíba, a retirada da vegetação e a intensa movimentação do solo têm causado modificações no sistema, comprometendo o processo de regeneração natural. Este trabalho teve como objetivos principais contribuir para ampliar o conhecimento sobre a diversidade de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) em áreas de dunas, gerar informações sobre o impacto da mineração e da revegetação na comunidade desses organismos e avaliar os efeitos da inoculação com FMA no desenvolvimento e na sobrevivência de mudas utilizadas na revegetação da área. Foram estudadas quatro áreas de dunas revegetadas há 16, 12, 8 e 4 anos, uma área de duna natural e uma sem cobertura vegetal a ser revegetada. Três espécies utilizadas na revegetação foram selecionadas: Guazuma ulmifolia Lam., Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sandw. e Tocoyena selloana Schum., sendo avaliadas as contribuições da inoculação com FMA e da adubação com esterco bovino no crescimento das plantas, em casa de vegetação e em campo. A retirada e estoque da camada superficial do solo para recapeamento das dunas exploradas é importante para o estabelecimento da vegetação, porém afeta a comunidade de FMA, diminuindo a quantidade e infectividade dos propágulos no solo. O plantio de mudas contribuiu para o restabelecimento de propágulos micorrízicos nas dunas revegetadas. Cerca de 90% das 24 espécies vegetais avaliadas apresentaram-se naturalmente colonizadas, sendo identificadas 29 espécies de FMA na rizosfera destas plantas. As três espécies vegetais testadas formaram associação com os FMA e os efeitos da simbiose variaram com a planta hospedeira, com os fungos utilizados, com as proporções de esterco adicionadas aos substratos e com as condições de casa de vegetação e de campo. De modo geral, a adição de 10% de esterco bovino favoreceu a micorrização e o crescimento das plantas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/425
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
rgs.pdf849.69 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.