Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4239
Título: Estimação da função de produção Cobb-Douglas para o setor industrial do Estado de Pernambuco
Autor(es): Rodrigues Silva, Rodrigo
Palavras-chave: Estimação;COBB-DOUGLAS;Setor Industrial
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Rodrigues Silva, Rodrigo; de Farias Costa, Écio. Estimação da função de produção Cobb-Douglas para o setor industrial do Estado de Pernambuco. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: O trabalho proposto objetiva analisar a cadeia industrial do Estado de Pernambuco, através da estimação da função de produção Cobb-Douglas. A fonte de dados para alcançar tal estimação esta presente na Tabela de Recursos e Usos de Pernambuco, na qual é construída com informações referente a metodologias empregadas em âmbito nacional-regional e a disposição de bancos de dados existentes em nível regional. A base de dados é cross-section referente ao ano de 1999, Problemas como heterocedasticidade são enfrentados no processo de estimação que necessitou de ajustes através da introdução de estimadores de White, alguns testes de erro de especificação foram aplicados, validando o modelo. Os resultados da estimação mostram que as elasticidades em relação ao Valor Bruto da Produção, fator trabalho, capital de baixa tecnologia e capital de alta tecnologia são, respectivamente, 0.44, 0.36, 0.15. Os testes indicam que existem retornos constantes de escala no setor industrial pernambucano para o ano de 1999
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4239
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5866_1.pdf1,18 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.