Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4222
Título: Efeito número de filhos na distribuição condicional da renda familiar : uma aplicação de variáveis instrumentais para estimar o efeito quantílico de um tratamento
Autor(es): Nunes da Silva, Everton
Palavras-chave: Renda; Número de filhos; Fecundidade; Efeito de tratamento quantílico; Variáveis instrumentais; Regressão quantílica
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Nunes da Silva, Everton; Katarina Telles de Novaes Campello, Ana. Efeito número de filhos na distribuição condicional da renda familiar : uma aplicação de variáveis instrumentais para estimar o efeito quantílico de um tratamento. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Esta dissertação visa investigar o impacto da criação de um terceiro filho na renda dos pais, que será denominada como renda familiar nesta dissertação. O impacto em questão é estimado em vários pontos da distribuição condicional da variável resposta (rendimento da família) por meio de uma variante da regressão quantílica denominada efeito quantílico de um tratamento (Abadie et al, 1998 e 2002). A grande maioria dos trabalhos se detém sobre o efeito médio de um tratamento, enquanto que o método utilizado neste estudo nos dá uma visão mais completa, posto que o mesmo estima este efeito na distribuição condicional da variável resposta e não apenas na sua média condicional. Com este método são estimadas regressões correspondentes ao diversos quantis condicionais de interesse da variável dependente, ao invés de uma única regressão para a média. Assim, se existirem assimetrias na relação entre a variável dependente e covariáveis, estas serão captadas. A estimação dos diversos quantis também nos dá uma idéia da forma da distribuição condicional da variável resposta, o que não é possível de se obter com a estimação de apenas uma curva, a média condicional, no caso da regressão de mínimos quadrados ordinários. Outra questão importante abordada neste trabalho refere-se a endogeneidade presente na relação entre o número de filhos (fecundidade) e os rendimentos da família. Grupos de controle e tratamento, bem como variáveis instrumentais serão utilizados para estimar a relação de interesse. Os resultados deste estudo mostraram que a criação de um terceiro filho causa um impacto negativo sobre a renda familiar em todos os quantis condicionais que varia entre 13,56% e 20,22% nos quantis estudados, sendo estes marginalmente maiores nos quantis inferiores, famílias de baixa renda
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4222
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5846_1.pdf382,85 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.