Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/403
Título: Análise dos fatores organizacionais obstativos ao Uso da tecnologia da informação para a gestão do Conhecimento: uma realidade vivenciada em Pequenas e médias empresas da Região Metropolitana do Recife
Autor(es): Felipe de Albuquerque Fell, André
Palavras-chave: tecnologia da informação; gestão do conhecimento e pequenas e médias empresas
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Felipe de Albuquerque Fell, André; Simião Dornelas, Jairo. Análise dos fatores organizacionais obstativos ao Uso da tecnologia da informação para a gestão do Conhecimento: uma realidade vivenciada em Pequenas e médias empresas da Região Metropolitana do Recife. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: A tecnologia da informação tem contribuído de forma significativa para que as organizações desenvolvam uma nova dinâmica de competitividade e produtividade que consiga acompanhar as mudanças na sociedade da informação. O seu uso passou a ser primordial para a eficiente disponibilização e utilização de informações e conhecimentos para a tomada de decisões estratégicas, táticas ou operacionais pelos gestores. Nesse aspecto, a gestão de recursos intangíveis requer uma nova compreensão e esforço de como relacionar melhor os fatores organizacionais estrutura, estratégia, processos, pessoas e tecnologia. É a este contexto que as empresas de pequeno e médio porte precisam estar atentas. Desse modo, a presente pesquisa tem como objetivo geral verificar quais são os fatores organizacionais que na realidade vivenciada em pequenas e médias empresas na Região Metropolitana do Recife estão obstaculando o uso da tecnologia da informação para a gestão do conhecimento. Para tal intento, fez-se a escolha pelo método de pesquisa qualitativa e na fase de coleta dos dados foi utilizado um roteiro de entrevistas semi-estruturado. Os dados foram analisados de forma interpretativa, utilizando-se da técnica de análise de conteúdo. Constatou-se na realidade vivenciada pelas PMEs que a gestão do conhecimento ainda é futuro, é meta que talvez venha a ser atingida mediante melhor entendimento e concepção da prática de gestão da informação e o uso da tecnologia da informação ainda é essencialmente operativo e com fins de organizar, sistematizar e eficientizar as atividades cotidianas estando mui longe da gestão do conhecimento. Isso acontece porque pela conjectura organizacional das PMEs há alguns fatores organizacionais que obstam isto, como a presença de um estilo de gestão centralizador, ineficaz, individualista, que incentiva a competição interna predatória, desvaloriza ou pouco reconhece as idéias e contribuições dos funcionários, não incentiva a criação, disseminação e o compartilhamento do conhecimento, subutilizando a tecnologia da informação; a definição de estratégias feita exclusivamente a partir da observação e impressões particulares dos proprietáriosgerentes, isto é, de sua intuição e perfil pessoal, dificultando desenvolver qualquer tipo de análise informacional fundamentada, a partir da TI, de seu ambiente (clientela, concorrência, tendências no segmento). Por último, a existência de uma forte ênfase gerencial voltada apenas para o cliente externo, sem a preocupação com a definição clara de tarefas e funções e nem com o estabelecimento de regras e normas escritas também subutilizando a TI porque sua função de infra-estrutura facilitadora da informação organizada tem pouca utilidade em um contexto organizacional interno muito pouco voltado para processos ordenados e a organização
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/403
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1061_1.pdf1,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.