Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3926
Title: Políticas de informação e de avaliação educacional : instrumentos efetivos para a melhoria da gestão pedagógica?
Authors: Mônica Carvalho Escobar, Maria
Keywords: Políticas Educacionais;Avaliação Educacional;Gestão Escolar;Qualidade do ensino
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Mônica Carvalho Escobar, Maria; Miriam Happ Botler, Alice. Políticas de informação e de avaliação educacional : instrumentos efetivos para a melhoria da gestão pedagógica?. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Hoje, na busca pela tão aclamada qualidade do ensino , o Estado formula e implementa políticas educacionais, baseadas nos princípios da democratização, que incidem nas escolas, aleatoriamente, a sua cultura e especificidades. Partindo desta premissa, buscamos nesta pesquisa investigar como as políticas de informação (Censo Escolar) e de avaliação (SAEB), são apropriadas pela escola. Interessou-nos identificar como se dá sua interferência (ou não) no cotidiano das escolas com relação a sua gestão e autonomia, como também de seus sujeitos, professores e alunos, no que diz respeito à participação, comprometimento e melhoria da aprendizagem. Encontramos na literatura conceitos como gestão educacional e avaliação educacional, que serviram como base analítica ao exame de dados coletados junto a esses segmentos. Utilizamos como procedimento metodológico entrevistas semiestruturadas com o gestor e um professor de doze unidades da Rede Municipal do Recife, as quais tiveram como critério de escolha o maior e menor resultado no IDEB de 2007 de cada Região Político-Administrativa de Recife. Dentre os resultados, encontramos indicadores das diferenças na qualidade do ensino, tais como: o comprometimento da gestão com os aspectos pedagógicos da escola; a utilização dos dados dos sistemas de informação e de avaliação para o incremento da prática pedagógica; o entendimento e a clareza quanto aos significados dessas políticas por parte dos gestores e professores. Dentre as conclusões, compreendemos que os indicadores educacionais refletem a autonomia da escola, o que, entendemos seja decorrente da distância existente entre o locus das decisões de políticas educacionais e sua base de materialização, a escola, o que reduz as possibilidades de apropriação por parte de seus principais sujeitos e, consequentemente, o desejado efeito na democratização da qualidade do ensino
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3926
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo197_1.pdf653.43 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.