Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3917
Title: Representações sociais do ensino da língua escrita
Authors: Maria da Silva, Margarete
Keywords: Alfabetização;Concepções de linguagem;Representações sociais;Ensino da língua escrita
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria da Silva, Margarete; Emília Lins e Silva, Maria. Representações sociais do ensino da língua escrita. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Este estudo analisou as representações sociais do ensino da língua escrita de professores das séries iniciais do ensino fundamental, considerando as concepções de linguagem que estão subjacentes a estas representações. Teve como principais arcabouços teóricos os estudos sobre o ensino da língua materna e as concepções de linguagem (BAKHTIN, 2006; SANTOS, 2004; GERALDI, 1991, 1996; FERREIRO & TEBEROSKY, 1985); e os estudos sobre Representação Social (MOSCOVICI, 2001, 2003; JODELET, 2001; ABRIC, 2000; SÁ, 1996, 1998). A Representação Social refere-se a um conjunto de conhecimentos, crenças, valores sobre um objeto, conceito, pessoa, os quais são elaborados socialmente e partilhados por um grupo de indivíduos. Apreender o ensino da língua escrita como um objeto de representação social significa buscar entender quais construções sócio-cognitivas as professoras estão construindo em relação a este ensino. Na primeira etapa da pesquisa, aplicamos o Teste de Associação Livre de Palavras (TALP) o qual teve a participação de 62 professores/as das séries iniciais da Rede Municipal de Ensino da Cidade do Paulista, que fazem parte de um grupo de docentes participantes de uma formação continuada oferecida pelo referido município, na área de ensino da língua materna nas séries iniciais. Através dos dados coletados por este questionário mapeamos o campo semântico das representações sobre o ensino da língua escrita. Na segunda etapa, selecionamos 10 professoras e realizamos o processo de hierarquização de palavras e as entrevistas, objetivando captar os sentidos atribuídos ao ensino da língua escrita. Os resultados indicam que as representações sociais sobre o ensino da língua escrita estão ancoradas nas dimensões pedagógica, cognitiva, social e sócio-afetiva, prevalecendo as três primeiras dimensões, especialmente a pedagógica. Nesta dimensão o ensino é representado como uma ação planejada que visa propiciar aos alunos a aprendizagem da leitura e da escrita, considerando a construção cognitiva na apropriação da escrita, aspecto que traz a dimensão cognitiva, e as práticas sociais de uso da leitura e da escrita, representando a dimensão social. Em suma, as representações sociais sobre o ensino da língua escrita estão sendo construídas considerando a apropriação inicial da escrita e as mudanças ocorridas neste ensino nos últimos anos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3917
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo194_1.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.