Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3902
Título: O Mercado de Derivativos Financeiros em Pernambuco : situação atual e perspectivas futuras
Autor(es): Rocha Filho, Josemar Mendes
Palavras-chave: Globalização; Riscos; Derivativos; Gerenciamento
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Mendes Rocha Filho, Josemar; Lamartine Távora Júnior, José. O Mercado de Derivativos Financeiros em Pernambuco : situação atual e perspectivas futuras. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: O mundo moderno, em processo acelerado de globalização, caracteriza-se pela rapidez das mudanças das tecnologias e pelo aumento da quantidade de variáveis que afetam determinado negócio pela maior interatividade das economias. Esta característica tende a aumentar o risco dos investimentos em geral, pois dificulta o domínio das variáveis determinantes de resultados. A organização de mercados vem minimizar os riscos associados aos empreendimentos, possibilitando uma maior carga informacional relativa a valores presentes e futuros de mercadorias, taxas de câmbio e de juros. A sofisticação dos mercados organizados, com o adendo das operações com derivativos tais como a termo, a futuro, sobre opções e swaps vêm disponibilizar um ambiente para a gestão de riscos corporativos. Nesse contexto de globalização, a presente pesquisa tem o intuito de descrever o atual estágio das empresas do Estado de Pernambuco, no que se refere à utilização de uma importante ferramenta contemporânea financeira: os Derivativos. Uma revisão bibliográfica sobre os derivativos e de gerenciamento de risco se faz necessário. A pesquisa de dados ocorreu via um estudo exploratório nas principais empresas, de vários setores econômicos e industriais do Estado. Levantam-se quais as principais operações realizadas com derivativos, os motivos que levaram à sua utilização, suas conseqüências, e o modo como analisam suas operações. Confirma-se que os mercados de derivativos e suas vantagens não foram bem assimilados na sua totalidade por determinados segmentos industriais do Estado. Percebe-se, também, a necessidade do desenvolvimento de operações específicas de derivativos, adaptadas às características de cada empresa, bem como a geração de modelos analíticos específicos que auxiliam as iniciativas empresariais em derivativos. A perfeita utilização dos instrumentos derivativos pelas empresas pernambucanas constitui uma grande fonte de competitividade para o Estado, auxiliando-o no credenciamento para competir em um mercado globalizado
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3902
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3508_1.pdf594,18 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.