Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3882
Título: A exposição oral na educação infantil: contribuições para o ensino e a aprendizagem dos gêneros orais na escola
Autor(es): Tereza Ferreira Gomes do Nascimento, Maria
Palavras-chave: Exposição Oral;Gêneros Orais;Aprendizagem;Seqüência Didática;Educação Infantil
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Tereza Ferreira Gomes do Nascimento, Maria; Leal Reis de Melo, Kátia. A exposição oral na educação infantil: contribuições para o ensino e a aprendizagem dos gêneros orais na escola. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: O presente estudo esteve voltado para compreender como um gênero da modalidade oral formal como a exposição explicativa, quando trabalhado através de seqüências didáticas, contribui para crianças do Grupo V se iniciarem na apropriação de algumas das características dessa modalidade de gênero. Quatro principais conceitos contribuíram para norteá-lo: a concepção de linguagem como atividade social defendida por Bronckart (2003); de língua como construção social histórica e cognitiva situada em eventos de interação apoiada por Marcuschi (2003); na concepção de gênero como tipos relativamente estáveis de discurso cuja finalidade é refratar as condições sob as quais a comunicação se realiza nos diversos contextos e de seqüência didática como procedimento para auxiliar as práticas de ensino. Em se tratando de uma pesquisa de caráter social, os procedimentos para seleção dos sujeitos e do campo; para coleta e análise dos dados, se inserem no paradigma qualitativo, pois os métodos qualitativos são apropriados quando o fenômeno em estudo é complexo, de natureza social e não tende à quantificação. Visando a coerência entre o objeto da pesquisa e o paradigma metodológico selecionado para investigá-lo, o estudo foi constituído por observações através do registro escrito e gravado em áudio e vídeo em duas salas de aula de grupo cinco de Educação Infantil de duas escolas do Sistema Municipal de Ensino da Prefeitura do Recife, sendo uma delas com a proposta de uma seqüência didática sugerida pela pesquisadora que contou com algumas orientações da professora da turma e na outra sem a sugestão desse procedimento com vistas a construir uma análise comparativa à luz do referencial teórico. Os resultados das análises ratificam que o procedimento da seqüência potencializa as situações de ensino e aprendizagem do gênero exposição oral promovendo mudanças significativas nas habilidades infantis no momento da produção e uso desse gênero ao mesmo tempo em que traduzem a necessidade de aprofundar o debate em torno do currículo para o ensino da língua materna e da formação do docente para atuar com a Educação Infantil, onde a linguagem constitui componente curricular sendo reconhecida como um pilar indispensável para aprendizagem das práticas sociais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3882
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo186_1.pdf1,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.