Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/387
Título: Correlação da infecção por papillomavirus humano (hpv) com polimorfismos de dois genes de citocinas: fator de necrose tumoral (tnf) alfa e interleucina (il) 18 em pacientes com e sem lesão intraepitelial cervical
Autor(es): Costa Mansur Fernandes, Mayara
Palavras-chave: Papillomavirus Humano;Neoplasia Intraepitelial Cervical;Polimorfismos de única base;Fator de Necrose tumoral alfa;Interleucina 18
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Costa Mansur Fernandes, Mayara; Crovella, Sérgio. Correlação da infecção por papillomavirus humano (hpv) com polimorfismos de dois genes de citocinas: fator de necrose tumoral (tnf) alfa e interleucina (il) 18 em pacientes com e sem lesão intraepitelial cervical. 2012. Dissertação (Mestrado). Programa de Programa de Pós-Graduação em Biologia Aplicada à Saúde, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Resumo: O Papillomavirus humano (HPV) é responsável por afetar anualmente 500 mil mulheres com câncer cervical invasivo. Fatores de risco podem facilitar a persistência do vírus da cérvice uterina. Polimorfismos genéticos em regiões regulatórias e codificadoras de genes de citocinas estão associadas a patogênese de um vasto número de doenças humanas. Este trabalho objetivou determinar se existe relação entre os polimorfismos existentes na região -G308A do gene TNFalfa; e nas regiões -G137C e -C607A do gene IL18 na susceptibilidade a infecção pelo HPV e na progressão das lesões intraepitelial cervical. O estudo foi realizado com 122 mulheres HPV+ e 132 mulheres HPV-(controle). Os polimorfismos dos genes TNFalfa; e IL18 foram analisados pela técnica Specific Sequence Polymosphism (PCR-SSP) e analisadas em gel de agarose a 1,5%. As análises estatísticas para verificar a significância do estudo dos genótipos foram realizadas utilizando o programa BioEstat 5.0. Os resultados mostraram uma prevalência de 49,18% da infecção pelo HPV-16 e 70,49% delas apresentaram lesão cervical de alto grau. Em relação aos polimorfismos houve associação do alelo mutante na região -308A do gene TNFalfa; e -607A do gene IL18 com a susceptibilidade a infecção pelo HPV (p=0,0008; p<0,0001, respectivamente), mas não foi verificada relação destes genes com a susceptibilidade ao desenvolvimento das lesões (p>0,05). Porém não foi encontrada associação significativa em relação a região na região -137 do gene IL-18. Estes resultados sugerem dois possíveis marcadores genéticos de susceptibilidade a infecção pelo HPV na população em estudo e que estes não podem ser usados como marcadores de progressão da lesão cervical.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/387
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Aplicada à Saúde

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9457_1.pdf554,21 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.