Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3623
Title: O monumento habitado: a preservação de sítios históricos na visão dos habitantes e dos arquitetos especialistas em patrimônio. O caso de Parnaíba
Authors: Maria Freire Figueiredo, Diva
Keywords: Preservação Ambiental;Sítios Históricos;Preservação
Issue Date: 2001
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria Freire Figueiredo, Diva; Maria Gama Monteiro, Circe. O monumento habitado: a preservação de sítios históricos na visão dos habitantes e dos arquitetos especialistas em patrimônio. O caso de Parnaíba. 2001. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2001.
Abstract: Com o pressuposto de que o comportamento depende da imagem, esta investigação explora variadas formas de apreensão do espaço construído da parte tradicional de uma cidade, composta pelo núcleo de origem e primeiras expansões, no qual é reconhecido um sítio histórico. Imagens e anseios de preservação ou transformação deste espaço nas visões dos habitantes e de arquitetos especialistas em patrimônio são estudados pelas representações das edificações do sítio histórico de Parnaíba, cidade antiga do litoral do Piauí, surgida durante o apogeu da economia do gado no nordeste brasileiro. Utilizando a Teoria das Representações Sociais de Moscovici, como base teórica, a Teoria das Facetas e as Classificações Múltiplas, no desenho da investigação, e técnicas Multidimensionais MSA e SSA, nas análises dos dados, foram caracterizadas duas visões da preservação dos sítios históricos, previstas na hipótese da pesquisa - visão leiga, baseada na experiência e visão técnica, na doutrina patrimonial - ambas fortemente influenciadas pela época das edificações. Algumas edificações antigas, pela forma hegemônica de suas representações nos grupos investigados, foram interpretadas como representações culturais; outras, partilhadas por determinado grupo através do uso ou da forma, como representações emancipadas; e aquelas não compartilhadas pelos grupos ou dentro deles, simplesmente como representações cognitivas individuais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3623
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5504_1.pdf2.86 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.