Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3604
Title: A perspectiva socioambiental nas unidades de conservação urbanas - área de estudo: bairros de Dois Irmãos e Sítio dos Pintos
Authors: BRAGA, Anna Caroline Vieira
Keywords: Degradação ambiental;Exclusão socioambiental;Uso e ocupação do solo;Unidades de conservação urbanas;Perspectiva socioambiental
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Caroline Vieira Braga, Anna; Rita Sá Carneiro Ribeiro, Ana. A perspectiva socioambiental nas unidades de conservação urbanas - área de estudo: bairros de Dois Irmãos e Sítio dos Pintos. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Este trabalho discute a perspectiva socioambiental na gestão de Unidades de Conservação urbanas que têm ocupação do solo para fins de moradia. A perspectiva socioambiental defende o respeito às populações que habitam o entorno e o interior das UC, e a consideração conjunta dos recursos naturais e humanos nelas existentes pelos processos de planejamento e gestão, como meio para alcançar sua preservação efetiva. Deste modo, buscou-se, especificamente na área de estudo, formada pelos bairros de Dois Irmãos e Sítio dos Pintos, situados em Recife-PE: identificar as atividades ilegais quanto ao uso do solo e dos recursos naturais aí desenvolvidas e sua relação com a situação de exclusão socioambiental da população; identificar os tipos de degradação ambiental causados pelo desenvolvimento destas atividades; mensurar a perda de área dos remanescentes de Mata Atlântica e o crescimento das ocupações para fins de moradia nas UC, objeto de estudo. Os principais procedimentos utilizados neste estudo foram a análise documental, bibliográfica e a interpretação de imagens de sensoriamento remoto. Desta forma, os resultados obtidos demonstram que a situação de exclusão socioambiental da população que ocupa o interior e o entorno das UC influencia diretamente o tipo de atividade ilegal desenvolvida nestas áreas, provocando a degradação e a perda de área dos fragmentos remanescentes da Mata Atlântica. A partir da adoção da perspectiva socioambiental na abordagem deste problema, as UC passam a ser implementadas como um instrumento de melhoria da situação social local, através da instituição de um mosaico protegido, onde devem ser previstas áreas de proteção mais rigorosa e outras destinadas ao uso sustentável de parcela dos recursos naturais pela população. Recomendações para o planejamento e gestão das UC urbanas são feitas a partir dos estudos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3604
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5488_1.pdf1.69 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.