Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3579
Título: Avaliação toxicológica reprodutiva do fitoterápico sanativo
Autor(es): Maria Azevedo de Lyra, Mariana
Palavras-chave: Sanativo®; Toxicologia reprodutiva; Gestação
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maria Azevedo de Lyra, Mariana; Gonçalves Wanderley, Almir. Avaliação toxicológica reprodutiva do fitoterápico sanativo. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: Os efeitos da administração do Sanativo® (SAN) foram investigados sobre a gestação em ratas Wistar. Quatro grupos de ratas (5-8/grupo) foram tratados por via oral com SAN (67, 335 e 1675mg/kg) ou água durante o período integral da gestação (1° ao 21° dia) e durante as fases de pré-implantação (1° ao 6° dia) e organogênese (7° ao 14° dia). Em seguida, foram determinados os índices reprodutivos e parâmetros comportamentais da prole. Em outro procedimento experimental, os efeitos do SAN foram avaliados sobre a performance reprodutiva de ratos. Quatro grupos de ratos (n=7/grupo) foram tratados por gavagem durante 30 dias consecutivos com SAN nas doses de 67, 335 e 1675mg/kg ou água destilada (grupo controle). Após o acasalamento com ratas não tratadas foram determinados os indicadores reprodutivos, massa e análise morfológica dos órgãos reprodutores. Os resultados mostram que a administração do SAN não alterou as variáveis reprodutivas no período integral da gestação ou nas fases de pré-implantação e de organogênese, assim como, não modificou o crescimento ponderal nem o padrão comportamental da prole. Contudo, no período integral da gestação e na fase de organogênese, observou-se redução significativa da massa corporal das mães nas doses de 335 e 1675mg/kg que pode estar correlacionada ao elevado teor de tanino presente nas espécies que compõe o fitomedicamento. Na performance reprodutiva não se registrou alteração da atividade comportamental ou morte dos animais. Entretanto, houve redução significativa da massa corporal dos grupos SAN, possivelmente associada aos taninos. Os índices reprodutivos, assim como, a massa e as morfologias macro e microscópica dos órgãos não foram modificados pela administração subcrônica do SAN. Não houve alteração no desenvolvimento da prole, exceto redução pontual da massa corporal no 4º dia de vida para o grupo SAN 67mg/kg. Desta forma, conclui-se que o Sanativo® não possui efeitos tóxicos sobre o processo reprodutivo e desenvolvimento da prole em ratos Wistar
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3579
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6274_1.pdf1,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.