Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3564
Título: Da qualidade à degradação do ambiente construído as duas faces no desafio da gestão condominial em conjuntos habitacionais : o estudo de caso do Conjunto Residencial Ignêz Andreazza
Autor(es): de Oliveira Buanafina, Marcio
Palavras-chave: Ocupação das áreas coletivas;Transformação estética das fachadas;Física;Degradação;Condomínio privado;Ambiente construído;Arquitetura e Urbanismo
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Oliveira Buanafina, Marcio; Maria Gama Monteiro, Circe. Da qualidade à degradação do ambiente construído as duas faces no desafio da gestão condominial em conjuntos habitacionais : o estudo de caso do Conjunto Residencial Ignêz Andreazza. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo principal, identificar e compreender, a partir do desempenho e postura da gestão condominial, os aspectos relativos ao processo de degradação do ambiente construído, considerando os espaços edificados e os não-edificados de uso coletivos de um conjunto habitacional privado. O estudo de caso é representado pelo Conjunto Residencial Ignêz Andreazza que está inserido na malha urbana e localizado na Avenida Recife, bairro da Estância, zona leste da Cidade do Recife, no Estado de Pernambuco. Este condomínio privado - conhecido como o maior do gênero na América Latina - é o centro desse estudo e que apresenta um ambiente construído com problemas - de características próprias como a maioria dos grandes conjuntos habitacionais da Região Metropolitana do Recife. Os dados e informações foram coletados por meio de levantamento técnico do ambiente construído, da opinião dos moradores e síndico e da revisão do regimento interno do condomínio. Foram identificadas alterações estético-estruturais, por conta de ocupações irregulares nas áreas coletivas, com instalações de cobertas metálicas, construções em alvenaria e modificações dos elementos que compõem as fachadas, somadas à falta de um serviço de manutenção eficiente nas edificações e de infra-estrutura, que promovem no condomínio a degradação de seu ambiente construído. Este processo, de forma progressiva, vem reduzindo o nível de qualidade do ambiente construído, o que fatalmente compromete o bem-estar, a segurança, a habitabilidade e qualidade de vida dos moradores. No capítulo inicial é abordada a degradação nos conjuntos habitacionais e, no seguinte, é feita a apresentação do objeto de estudo. O terceiro capítulo representa a abordagem teórica onde são conceituados os elementos ligados ao tema da pesquisa, tais como: ambiente construído, qualidade, degradação e gestão. A descrição dos procedimentos de coleta, aplicação e tabulação de dados estão contidas no quarto capítulo. Respectivamente, os capítulos cinco, seis e sete trazem a análise e comentários sobre o regimento interno, o levantamento técnico e a opinião dos moradores sobre o processo de gestão condominial do ambiente construído. Na conclusão são feitas reflexões quanto à importância do estudo e apresentadas propostas para discussão
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3564
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5468_1.pdf754,43 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.