Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3557
Título: Capital Moderna e Cidade Colonial: o pensamento preservacionista na história do urbanismo ludovicense
Autor(es): LOPES, José Antonio Viana
Palavras-chave: Urbanismo; Preservação
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Antonio Viana Lopes, José; Pitta Pontual, Virgínia. Capital Moderna e Cidade Colonial: o pensamento preservacionista na história do urbanismo ludovicense. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: Este trabalho discute a emergência do pensamento preservacionista em São Luís, através das idéias sobre preservação e das concepções de cidade; contidas em textos, leis e planos que configuraram o urbanismo ludovicense da primeira metade do século XX. Para apreender o momento em que o patrimônio histórico e artístico começa a ser valorizado e a sua preservação passa a ser defendida como uma possibilidade para os destinos da cidade, identificamos os intelectuais e gestores que se posicionaram sobre a cidade e seu desenvolvimento, desde 1916. Reconhecemos as noções de preservação que defenderam e as relacionamos com as idéias nacionais e internacionais que balizaram o debate sobre a cidade neste período. Constatamos que na gênese da mentalidade preservacionista ludovicense conviveram as remodelações de edifícios e os melhoramentos urbanos com as iniciativas de identificação do patrimônio existente e que a partir de 1936, intensificaram-se as tensões entre as diferentes concepções de cidade que orientaram a atuação de intelectuais e gestores em São Luís. A Capital Moderna, dos urbanistas que planejaram a construção de uma cidade ideal, através da renovação urbana, e a Cidade Colonial, dos intelectuais que defenderam a permanência das especificidades locais, ou seja, a sua conservação. Concluímos que, para além de circunstâncias econômicas e políticas regionais ou nacionais, a preservação, em São Luís, foi pensada e debatida, isto é, foi construída como uma possibilidade para o desenvolvimento da cidade, pelos intelectuais locais, desde as primeiras décadas do século XX
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3557
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5438_1.pdf4,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.