Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3521
Title: O espaço livre público em conjunto habitacionais: as praças potenciais do conjunto Mangabeira em João Pessoa-PB
Authors: Mendonça Dinoá, Luciana
Keywords: uso.;forma de ocupação;espaços livres públicos
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Mendonça Dinoá, Luciana; Rita Sá Carneiro Ribeiro, Ana. O espaço livre público em conjunto habitacionais: as praças potenciais do conjunto Mangabeira em João Pessoa-PB. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: Este trabalho discute a forma de ocupação de áreas destinadas à implantação de espaços públicos de recreação em conjuntos habitacionais populares. Tal preocupação surgiu a partir do conhecimento da quase inexistência de praças no Conjunto Mangabeira na cidade de João Pessoa, na Paraíba. Várias áreas para praças foram delimitadas no projeto desse conjunto de grandes dimensões que conta, atualmente, com cerca de 20 mil habitações, mas essas praças não foram contempladas com projetos específicos e, portanto, não foram construídas. As áreas abandonadas foram ocupadas com comércio e moradias informais. O objetivo do estudo é, então, compreender a forma de ocupação das áreas destinadas às praças do Conjunto Mangabeira, analisando o uso do solo que revela a falta de prioridade dada à implantação desses espaços públicos de recreação e à gestão do conjunto. A pesquisa foi realizada utilizando-se alguns dos procedimentos propostos pelo método de leitura da imagem de uma área urbana de Luz Valente (1996). Vários fatores contribuíram para a ocupação dessas áreas destinadas à implantação de praças com construções informais, como, o déficit habitacional, a situação financeira de grande parte da população e o descaso do poder público frente à implantação e à gestão das praças. A utilização do espaço livre público, para fins privados, caracteriza práticas excludentes que vêm se tornando comum em conjuntos habitacionais populares. Isso afeta a imagem do conjunto, provocando a desvalorização das casas localizadas no entorno dessas áreas e impedindo o usufruto de espaços de recreação e convívio social como item básico que compõe as condições de morar
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3521
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5410_1.pdf8.04 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.