Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3495
Título: Metodologia para o mapeamento de solos na escala 1:100.000 usando tecnologias da geoinformação
Autor(es): Rodrigues da Silva, Rafael
Palavras-chave: Sensoriamento remoto; Mapeamento de solos; Geoprocessamento
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Rodrigues da Silva, Rafael; Lucia Bezerra Candeias, Ana. Metodologia para o mapeamento de solos na escala 1:100.000 usando tecnologias da geoinformação. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologia da Geoinformação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: SILVA, Rafael Rodrigues da. Metodologia Para o Mapeamento de Solos na Escala 1:100.000 Usando Tecnologias da Geoinformação. Recife, 2011. Dissertação (Mestrado) Centro de Tecnologia e Geociências, Universidade Federal de Pernambuco. A execução de mapeamento de solos em todo o território nacional é uma demanda permanente das instituições na busca de informações do meio físico para o planejamento da ocupação racional das terras, conciliando desenvolvimento econômico e social, com a conservação e proteção dos recursos naturais. As atividades de campo para o mapeamento pedológico consomem muito tempo e são onerosas. Desta forma, tem-se buscado novos métodos que tornem estes mapeamentos mais rápidos e menos onerosos. A principal razão para aumento de custos está no modo de varredura da área a ser mapeada. Normalmente, é realizado o levantamento por meio de muitas observações e exames de campo conforme a escala de trabalho e procedimentos normativos de levantamento de solos. Quanto mais detalhada a escala de trabalho, mais se intensifica o número de exames no campo e, por conseguinte, utiliza-se mais tempo e aumenta-se o custo para execução dos trabalhos de mapeamento de solos. No conjunto, as etapas dos mapeamentos de solos envolvem atividades de escritório, campo e laboratório. Esta dissertação apresenta uma estratégia metodológica para o mapeamento de solos na escala 1:100.000 usando tecnologias da geoinformação para minimizar custos e otimizar o levantamento no campo. No desenvolvimento desta dissertação utilizaram-se dados disponíveis tais como Space Shuttle Topography Mission - SRTM, cartas da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba - Codevasf na escala 1:5.000 e as cartas topográficas da Diretoria de Serviço Geográfico do Exército - DSG nas escala 1:100.000 relacionadas ao município de Petrolândia PE. Essas informações foram reunidas em softwares de modo que muitas etapas do mapeamento foram esboçadas e resolvidas ainda no escritório. Com essa estratégia de trabalho, foi possível minimizar as atividades de campo e ao mesmo tempo melhorar a qualidade do produto final cartográfico/pedológico. Como resultados foi obtido um novo mapa de solos na área de estudo no Município do Petrolândia na escala 1:100.000 com um melhor detalhamento do que o mapa disponível na mesma escala
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3495
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6770_1.pdf4,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.