Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3480
Title: Rotala ramosior (L.) Koehne (Lytraceae):abordagem farmacognóstica e atividade biológica
Authors: MELO, Janaina Gonçalves da Silva
Keywords: Rotala ramosior; Farmacognóstica
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Gonçalves da Silva Melo, Janaina; Satiro Xavier, Haroudo. Rotala ramosior (L.) Koehne (Lytraceae):abordagem farmacognóstica e atividade biológica. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: Rotala ramosior (L.) Koehne - Lythraceae é uma pequena erva anfíbia anual, encontrada à borda de açudes e lagoas do sertão nordestino, em áreas não alagadas, atingindo, em média, 40 cm de altura, com aroma bem característico, lhe proporcionando o vulgo de alecrim de lagoa ou alecrim de beira-d água . Este trabalho compreende estudos farmacobotânico, farmacoquímico e de bioatividade até então não realizados. As características anatômicas de raiz, caule e folhas foram analisadas em cortes transversais e paradérmicos. A espécie apresentou tricomas glandulares com uma célula peduncular encimada por 1-9 células vesiculares, dispostas radialmente, em ambas às faces epidérmicas. O córtex radicular e caulinar se caracteriza por aerênquima perfeitamente definido, revestido por poliderme. Os vasos xilemáticos, do tipo colateral, se apresentaram envolvidos por parênquima paratraqueal vasicêntrico na raiz. No estudo fitoquímico constatou-se em todo o vegetal, um elevado teor de manitol (10-15%); nas folhas (extrato hexânico) identificou-se o éster metílico do ácido hexadecanóico, éster metílico do ácido octadecanóico e óxido de cariofileno. Nesse mesmo extrato verificou-se em menor escala, a predominânica de monoterpenóides, sesquiterpenóides, diterpenóides, triterpenóides e esteróides (β-amirina e β-sitosterol). Nos demais extratos observou-se a presença de flavonóides, fenilpropanoglicosídeos, açúcares redutores, derivados cinâmicos, taninos hidrolisáveis, luteolina e luteolina-7- glicosídeo. Os extratos em estudo não apresentaram alcalóides, cumarinas, ácido gálico, proantocianidinas, saponinas, iridóides, fitoecdisonas e glicosídeos cardíacos. Ensaios de toxicidade aguda, avaliação das atividades antitumoral, moluscicida e antimicrobiana foram realizados. O resíduo do extrato bruto hexânico das folhas do vegetal apresentou atividade antitumoral frente à Sarcoma 180 e a Carcinoma de Ehrlich, bem como pronunciada atividade moluscicida. Os ensaios antimicrobianos com os extratos brutos das folhas, obtidos em uma escala de polaridade crescente (hexano, acetato de etila e metanol), não mostraram resultados relevantes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3480
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6099_1.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.