Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3433
Title: Obtenção de derivados da Primina : avaliaçãodo perfil de atividade biológica
Authors: Ricardo Melo do Nascimento, Célio
Keywords: Primina; Fármacos e Medicamentos; Quinonas
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Ricardo Melo do Nascimento, Célio; Jose Brondani, Dalci. Obtenção de derivados da Primina : avaliaçãodo perfil de atividade biológica. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: Há alguns milhares de anos a humanidade faz uso sistematicamente de produtos naturais no tratamento de doenças e enfermidades. Desde então, a natureza tem contribuído de forma fantástica para obtenção de novas substâncias. A prospecção e testes biológicos de produtos naturais podem revelar substâncias candidatas a novos fármacos que poderão ser usadas como uma matriz adequada em um projeto de química medicinal. É neste universo de prospecção que surge a primina (2-metoxi-6-pentil 1,4-benzoquinona), um forte alergênico isolado pela primeira vez por Bloch & Karrer em 1927 da Prímula obconica (Primulaceae). Atualmente há métodos simples, diretos e generalizáveis para a preparação de análogos da primina. Esses análogos tem mostrado atividade biológica, mas ainda com pronunciada toxicidade. A proposta deste trabalho foi a otimização do fármaco protótipo a primina através da síntese de derivados, potencializando seus efeitos farmacológicos e minimizando seus efeitos tóxicos. Os compostos 2-metoxi-hidroquinona bis(2 -tetrahidropiranil)-eter (MHQ-THP) e 2-metoxi-6-pentil-hidroquinona bis(2 -tetrahidropiranil)-eter (P-MHQ-THP) foram sintetizados partindo da 2-metoxi-hidroquinona, a primeira etapa foi à proteção das hidroxilas com o dihidropirano (DHP), obtendo o intermediário (MHQ-THP). A segunda etapa consistiu na litiação do MHQ-THP e subseqüente alquilação regioseletiva, obtendo o P-MHQ-THP. Os produtos tiveram suas estruturas confirmadas através de espectroscopia de infravermelho e de ressonância magnética nuclear de próton. A atividade biológica dos compostos sintetizados foi avaliada através dos testes de toxicidade aguda, atividade antitumoral frente ao sarcoma 180 (S-180) e carcinoma de Ehrlich (ES) e atividade antiinflamtória através do ensaio edema de pata induzido por carragenina. Os resultados da toxicidade aguda indicaram, tanto para o precursor MHQ-THP como para o P-MHQ-THP, que não houve efeitos tóxicos significantes em doses de 1000 mg/kg e 2000 mg/kg. Na avaliação da atividade antitumoral os dois compostos apresentaram boa resposta inibitória quando comparados à primina, com inibição variando entre 60,83% e 79,81%. Os resultados para atividade antiinflamatória do composto MHQ-THP, demonstraram boas taxas de inibição, de 69,05%. Estes resultados animadores nos levaram a planejar novas modificações no composto protótipo com o objetivo de minimizar custos e facilitar a obtenção de novos derivados. Baseados nos resultados anteriores escolhemos para a proteção das hidroxilas o grupamento acetoxi, introduzido através da reação de Thiele. A avaliação qualitativa preliminar da atividade antimicrobiana para esses compostos, mostrou que as modificações implementadas não contribuíram para a atividade antimicrobiana
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3433
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6042_1.pdf7.24 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.