Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3400
Título: Estudo Farmacognóstico de Vernonia brasiliana (L.) Druce (Asteraceae) e determinação de sua Atividade Biológica
Autor(es): FILIZOLA, Lucia Roberta de Souza
Palavras-chave: Asteraceae; Reumatismo; Assa-Peixes
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Roberta de Souza Filizola, Lucia; Satiro Xavier, Haroudo. Estudo Farmacognóstico de Vernonia brasiliana (L.) Druce (Asteraceae) e determinação de sua Atividade Biológica. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Vernonia brasiliana (L.) Druce Asteraceae, é um arbusto comumente encontrado em áreas ruderais do grande Recife e restos da Mata Atlântica do estado de Pernambuco, sendo vulgarmente conhecida como Tramanhem , guardando parentesco com inúmeros Assa-Peixes do gênero Vernonia. De longa data suas folhas são empregadas na medicina popular, para inibir o reumatismo inflamatório, cólicas hepáticas e em casos de hemorragia. O presente trabalho esboça um estudo farmacognóstico com as folhas do vegetal, onde os aspectos Farmacobotânicos e Farmacoquímicos são aprofundados, fornecendo subsídios à caracterização da matéria prima e correlação com atividade antimicrobiana encontrada frente às bactérias Gram positivas, Micrococcus flavus e Staphylococcus aureus, e leveduras, Candida albicans e Candida krusei, frente às duas moléculas polifenólicas isoladas (metoxiflavonas) e caracterizadas por análise espectroscópica (UV, RMN 1 H e EM). Estas moléculas apresentaram atividade antifúngica, inibindo até 23 mm. Igualmente, foi isolado e caracterizado o Acetato de b-amirina, triterpeno sem correlação com as indicações etnofarmacológicas. Ensaios de toxicidade, antiedema e analgesia também foram efetuados, sem apresentarem um significado maior. Um screening cromatográfico com extrato foliar metanólico mostrou a presença de polifenóis (glicosídeos de flavonóides, derivados cinâmicos e agliconas), terpenóides (triterpenos, sesquiterpenos, monoterpenos, incluindo dois iridóides) e açúcares redutores, ausência de cumarinas, fenilpropanoglicosídeos, taninos (proantocianidinas condensadas e gálicos), saponósidos e alcalóides
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3400
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5771_1.pdf2,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.