Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3364
Título: Desenvolvimento e validação de metodologia analítica para padronização dos extratos hidroalcoólicos de Plectranthus amboinicus (Lour) Spreng e Schinus terebinthifolius Raddi
Autor(es): Gouveia Lima, Leonardo
Palavras-chave: Extratos; Validação; Cromatografia gasosa
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Gouveia Lima, Leonardo; Oliveira Macêdo, Rui. Desenvolvimento e validação de metodologia analítica para padronização dos extratos hidroalcoólicos de Plectranthus amboinicus (Lour) Spreng e Schinus terebinthifolius Raddi. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: O crescente mercado mundial de fitoterápicos traz consigo o desafio de se garantir medicamentos com qualidade cientificamente comprovada, apresentando reprodutibilidade lote a lote de sua ação terapêutica de forma segura e eficaz. A qualidade da matéria-prima vegetal tem um papel central na obtenção desses produtos, já que esta apresenta como características a complexidade e a variabilidade da sua composição química. Dessa forma, o controle de qualidade, através da padronização das matérias-primas vegetais é o ponto inicial para a produção de fitoterápicos com qualidade. Neste trabalho foi desenvolvido e validado um método analítico para a quantificação e identificação, através de cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas, dos marcadores químicos α-pineno e β-cariofileno em extratos de Schinus terebinthifolius Raddi e Plectranthus amboinicus (Lour) Spreng, respectivamente. Este método foi aplicado em um estudo de monitorização quantitativa dos marcadores citados nos extratos hidroalcoólicos obtidos por processos de maceração com variações nas graduações alcoólicas (70, 80, 90 e 98 %) e tempo de extração (5, 10, 15 e 20 dias), visando dessa forma, a avaliação do processo tecnológico extrativo para padronização da produção dos extratos das folhas da Aroeira da praia e Hortelã da folha grossa. Os extratos foram submetidos a um processo de extração líquido-líquido com n-hexano antes de serem analisados no cromatógrafo a gás. De acordo com os resultados obtidos, tanto a graduação alcoólica quanto o tempo de extração são fatores que influenciam no perfil quantitativo dos extratos analisados. Alguns terpenos, principalmente mono e sesquiterpenos, foram observados como principais constituintes dos extratos das plantas estudadas. O melhor rendimento dos marcadores escolhidos, para ambas as plantas, foi observado nos extratos obtidos em processos de maceração com graduação alcoólica de 80 % e coleta aos 5 dias. O método desenvolvido para o estudo de monitoramento proposto, demonstrou-se seletivo, preciso, exato, reprodutível e robusto para a identificação e quantificação dos marcadores em extratos hidroalcoólicos de Schinus terebinthifolius Raddi e Plectranthus amboinicus (Lour) Spreng
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3364
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3192_1.pdf1,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.