Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3342
Title: A arquitetura do urbanismo e o urbanismo da arquitetura: o estudo comparativo dos conjuntos das Avenidas Guararapes e Conde da Boa Vista
Authors: Jose do Amaral e Silva, Antônio
Keywords: urbanismo
Issue Date: 2001
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Jose do Amaral e Silva, Antônio; Manuel do Eirado Amorim, Luiz. A arquitetura do urbanismo e o urbanismo da arquitetura: o estudo comparativo dos conjuntos das Avenidas Guararapes e Conde da Boa Vista. 2001. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2001.
Abstract: O presente trabalho é um estudo comparativo das relações espaciais entre os edifícios e os espaços que se formam entre eles em dois conjuntos significativos da cidade do Recife, a Avenida Guararapes, planejada e construída entre as décadas de trinta e cinqüenta e a Avenida Conde da Boa Vista, implantada a partir de meados da década de cinqüenta. Esta análise de dois conjuntos urbanos a partir de sua forma física, insere-se portanto nas investigações sobre a forma urbana, neste caso, como a Tipologia Arquitetônica está relacionada à Morfologia Urbana. O objetivo principal do trabalho é portanto examinar as relações quantitativas e qualitativas que se estabelecem entre edifícios e tecidos urbanos. O exame e a comparação das relações morfológicas entre edifícios e espaços urbanos em dois recortes espaço/temporais bem caracterizados, planejados e construídos em dois momentos no século vinte, é também a verificação do papel desempenhado por duas teorias do Urbanismo, suas idéias e tipos arquitetônicos correspondentes. Estudou-se, do ponto de vista físico, a transformação da cidade moderna no caso específico da cidade do Recife do século vinte. Os dois conjuntos urbanos foram examinados e comparados através de dados coletados de muitos os seus elementos componentes, como os projetos dos edifícios, os planos urbanos e leis de edificação e uso do solo urbano. Os dados quantitativos e qualitativos foram comparados e analisados através de ferramentas estatísticas e de teorias morfológicas verificando as hipóteses de que as diferentes teorias urbanísticas e o uso de tipos arquitetônicos diferenciados têm como resultado formações espaciais diferentes, tanto do ponto de vista do aproveitamento do solo urbano, quanto da qualidade dos ambientes urbanos. Acredita-se que este conhecimento das relações entre formas edificadas e o espaço urbano, resultante da análise sistemática é necessário à construção de uma ciência e de uma arte do Urbanismo e da Arquitetura Espera-se, ao fim dessa análise, detectar aspectos essenciais de morfologias urbanas geradas por diferentes paradigmas urbanísticos, e sobretudo, o papel desempenhado por determinadas características edilícias
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3342
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5290_1.pdf3.73 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.