Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3295
Title: Sujeitos sem voz: Agenda e Discurso sobre o Índio na Mídia em Pernambuco
Authors: MELO, Patricia Bandeira de
Keywords: jornalismo; Literatura indígena; Imprensa; Índios
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Bandeira de Melo, Patricia; Peregrino de Morais, Wilma. Sujeitos sem voz: Agenda e Discurso sobre o Índio na Mídia em Pernambuco. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: O jornalismo passou a exercer um papel fundamental na produção de conhecimento e na formação de consensos na sociedade. Na esfera pública, os meios de comunicação tornaram-se um segmento legitimado para debater assuntos de maior ou menor influência no cotidiano. Mesmo com um aparente consenso sobre a necessidade de pôr fim ao processo de exclusão social, paradoxalmente, a imprensa muitas vezes serve para reforçar o status quo. Esta dissertação visa a explicar como a ideologia está presente em todos os segmentos de nossa vida, de forma subjacente, atingindo também os meios de comunicação. A imprensa acaba, assim, por refletir em seu discurso a ideologia dominante, baseando-se no senso comum da sociedade. A partir desta análise, apresentamos as conclusões que foram tiradas acerca da presença de grupos excluídos na pauta da imprensa ou seja, na esfera pública e de que forma se dá o discurso midiático sobre o indígena. Para empreender a análise proposta, tomamos como referencial teórico a Teoria do Agenda-setting, que estuda a notícia como um fato marcado ideologicamente de modo subliminar e imperceptível. Ainda como arcabouço teórico da pesquisa, esta dissertação parte da perspectiva da Análise do Discurso Francesa, que nos ajuda a observar o discurso como a expressão de várias vozes sociais (polifonia). O silenciamento de determinados sujeitos e as características do discurso jornalístico são analisadas segundo estas duas perspectivas teóricas. O objeto de estudo desta dissertação é o discurso jornalístico sobre o indígena na imprensa em Pernambuco. Para isso, foi feita uma retrospectiva da chegada dos portugueses ao País, do início do silenciamento do discurso indígena na história, a formação da identidade brasileira e o pensamento vigente sobre o índio no imaginário social. A todos os familiares e amigos que entenderam minha ausência prolongada especialmente meus pais que deram os primeiros passos junto a mim para que eu tivesse os ensinamentos básicos que me fariam ser quem sou agradeço a paciência por esperar este momento que se concretiza. Aí novamente entra em cena a professora Wilma. Sua capacidade de orientar de modo pontual, simples e sereno, dando a fundamentação teórica necessária para a elaboração deste trabalho, levoume a este resultado final que entrego à banca examinadora para análise
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3295
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Comunicação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4567_1.pdf573.56 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.