Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3277
Title: Representações de paisagem através de registros fotográficos da Comunidade Quilombola Onze Negras no entorno do complexo industrial e portuário de SUAPE-PE
Authors: Rodrigues da Costa, Luciana
Keywords: Discurso visual; Complexo industrial portuário; Comunidade quilombola; Paisagem; Imagem fotográfica
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues da Costa, Luciana; Paulette Yves Rufino Dabat, Christine. Representações de paisagem através de registros fotográficos da Comunidade Quilombola Onze Negras no entorno do complexo industrial e portuário de SUAPE-PE. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: O que as paisagens tem a dizer sobre a sociedade e/ou comunidades? A paisagem é especificada pela subjetividade cultural assim como se refere a objetos concretos e ecossistemas ecológicos, é a interação complexa desses termos. Contudo, as paisagens estão imbuídas de significados e significantes, que dependem do parâmetro tempo, da historicidade. A memória conecta com um passado imagético, ajuda a reconhecer nos elementos simbólicos e nas representações sociais valores socioculturais e ambientais. Desta forma, aquela contribui para a avaliação de mudanças na paisagem. Nesta dissertação, a paisagem a ser estudada é a da Comunidade Quilombola Onze Negras no Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco. As imagens nos arquivos mentais pessoais podem ser acessados com um trabalho construído por uma outra imagem, a fotográfica. Esta estimula a expressão individual e coletiva, mostra mais das histórias de um povo do que qualquer documento descritivo individual, que se pretende verificar. Quando as imagens são captadas pela própria comunidade quilombola por suas representantes mulheres, revelam seus valores, elementos simbólicos e a análise do discurso visual permitirá esclarecer como está a paisagem, o ambiente e assim propiciar uma ação ambiental que resulta na práxis de estimular a superação da contradição opressor-oprimidos . Esta contradição está presente na cultura da mata sul pernambucana dentro da fábrica no campo , a indústria da cana de açúcar. Não se sabe, porém, se este modelo continuará a ser reproduzido no novo sistema econômico que se estabelece na região: o complexo industrial portuário. Sabe-se que a atividade industrial influi diretamente no montante do PIB, elevando a renda, que está ligado ao IDH, índice que avalia se o desenvolvimento está se convertendo em benefício social, mas não em qualidade de vida. A proposta desta discussão é avaliar como está a paisagem e suas mudanças na comunidade quilombola Onze Negras, verificar uma correlação entre as imagens, a paisagem e os índices; e se as melhorias dos índices são reproduzidas pelas imagens
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3277
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6844_1.pdf4.8 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.