Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3266
Título: Inserção das uinidades e conservação na sustentabilidade regional: o caso do sub-médio São Francisco
Autor(es): MELO, Ana Virgínia Vieira de
Palavras-chave: Unidades de conservação;Indicadores de sustentabilidade;Grau de sustentabilidade
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Virgínia Vieira de Melo, Ana; Augusto Pessoa Braga, Ricardo. Inserção das uinidades e conservação na sustentabilidade regional: o caso do sub-médio São Francisco. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A presente dissertação se propõe a avaliar o papel das Unidades de Conservação- Parque Nacional do Catimbau e a Apa da Chapada do Araripe na sustentabilidade socioambiental do submédio São Francisco, a partir da apresentação e discussão dos conceitos de desenvolvimento sustentável e Governança, do levantamento dos instrumentos de gestão, previstos na legislação ambiental brasileira para as áreas protegidas. Em seguida é apresentado o estado da arte das UCs estudadas inseridas no contexto regional dos municípios de abrangência das UCs. Os indicadores de sustentabilidade empregados na pesquisa, foram definidos a partir de diretrizes que, de certa forma, emanam do conceito de desenvolvimento sustentável e da Agenda 21. Na proposição dos indicadores de sustentabilidade para a área de estudo optamos pelo marco ordenador proposto pela comissão de Desenvolvimento sustentável CDS, das Nações Unidas e, adotado no Brasil pelo IBGE, na organização dos indicadores e, quatro dimensões: Ambbiental, Social, Econômica e Institucional. Os indicadores de sustentabilidade são instrumentos importantes para nortear a gestão integrada e participativa das UCs por considerar aspectos sociais, ambientais, econômicos e institucionais. Com base na metodologia adotada na pesquisa, selecionamos os indicadores de sustentabilidade e compomos um sistema de indicadores de sustentabilidade. Com base no referencial teórico escolhido, foi construído um arcabouço metodológico, que emprega a pesquisa documental e entrevistas semi-estruturadas, aplicadas ao gestores da UCs, aos membros do Conselho Gestor, e lideranças das comunidades. Os índices de sustentabilidade obtidos para as duas UCs foram considerados fracos, não se atingindo um grau de um grau de sustentabilidade ao menos aceitável. Porém, no aspecto comparativo, a APA da Chapafa do Araripe apresentou um melhor desempenho do que o PARNA Catimbau
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3266
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo552_1.pdf6,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.