Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3220
Título: A feira na cidade: limites e potencialidades de uma interface urbana nas feiras de Caruaru (PE) e de Campina Grande (PB)
Autor(es): MIRANDA, Gustavo Magalhães Silva
Palavras-chave: Feiras livres; Caruaru; Campina Grande; Limites; Potencialidades
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Magalhães Silva Miranda, Gustavo; Maria Gama Monteiro, Circe. A feira na cidade: limites e potencialidades de uma interface urbana nas feiras de Caruaru (PE) e de Campina Grande (PB). 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: As feiras fazem parte da vida das cidades, em especial nas nordestinas, pois mantêm com elas uma ligação íntima e simbiótica, através da ocupação do espaço urbano, do colorido e da diversidade dos produtos vendidos, das relações humanas e da riqueza cultural. O presente trabalho pretende analisar as formas de interface das feiras com as cidades, tendo como estudos de caso dois dos mais representativos exemplares, a feira de Caruaru (PE) e a de Campina Grande (PB). Inicialmente, este trabalho mostra os diferentes fatores que serão utilizados, o espacial, o econômico e o cultural. Associadas a eles, serão aplicadas diferentes metodologias que possam ajudar a descrever a complexidade desses fenômenos urbanos na cidade. Por fim, os fatores serão confrontados para construir-se uma imagem mais completa dessa relação, confirmando limites e potencialidades nas duas realidades
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3220
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2487_1.pdf6,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.