Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3187
Title: Lotearam o sol do Ceará: a captura do Estado pela atividade turística e a exploração do litoral de Fortaleza pelo Capital Imobiliário
Authors: BRASIL, Amíria Bezerra
Keywords: Políticas de incentivo ao turismo;Estruturação urbana;Espaços turistificados;Desenvolvimento urbano;Turismo e Estado;Turismo e planejamento urbano
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Bezerra Brasil, Amíria; Ângela de Almeida Souza, Maria. Lotearam o sol do Ceará: a captura do Estado pela atividade turística e a exploração do litoral de Fortaleza pelo Capital Imobiliário. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O tema desenvolvido aborda os impactos das políticas de incentivo ao turismo no Ceará nas transformações recentes da estrutura urbana do litoral de Fortaleza, enfocando os processos de turistificação dos lugares e alterações do setor imobiliário. Estas transformações se vinculam às mudanças que se processaram mundialmente a partir de fins do século XX, com a globalização e as mudanças nos paradigmas econômicos, momento em que o turismo começa a ter grande importância para o desenvolvimento econômico das cidades e a fazer parte de um projeto de inserção das mesmas num circuito internacional competitivo. No Brasil, esse processo repercute no desenvolvimento da política de incentivo ao turismo, que começou a ter grande destaque a partir da década de 1990, dentro do programa Brasil em Ação , que propõe a atividade como solução para reverter a imagem da seca associada à Região Nordeste e promover seu desenvolvimento econômico através do PRODETUR-NE. No Ceará, o primeiro Governo das Mudanças (1986-89) incorpora aquela atividade como prioridade em sua política de desenvolvimento econômico através do programa de iniciativa estadual, PRODETURIS, que prepara as bases para a implantação do PRODETUR-NE no Ceará, na década de 1990. Os dois programas, em consonância, impuseram à Fortaleza investimentos para construir as bases para desenvolvimento da atividade turística, com a recepção dos turistas e distribuição para o restante do estado. Esses investimentos repercutem na dinâmica da cidade direcionando a expansão urbana, especializando os lugares, valorizando os espaços, assim como no setor imobiliário. Este estudo aprofunda estas questões, nas áreas identificadas como as que sofreram maiores transformações espaciais a partir do desenvolvimento da atividade turística, os espaços turísticos as praias de Iracema e Beira Mar (Meirelles e Mucuripe). Identifica, também, a expansão desse processo para uma área com tendência de ocupação turística, cujos impactos já se observam no setor imobiliário - a Praia do Futuro e aponta para mudanças recentes nos empreendimentos imobiliários. Constata, por fim, que os investimentos públicos direcionaram os investimentos privados para as áreas litorâneas de Fortaleza, sendo essas as que mais sofreram impactos, mas não de maneira homogênea, tendo algumas se modificado mais e em tempos distintos, em um processo que se expande, tanto nas atividades turísticas, quanto nas alterações do setor imobiliário
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3187
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2347_1.pdf9.92 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.