Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3166
Título: Desenvolvimento de métodos de filtragem e classificação de pontos LIDAR para a geração automática do modelo digital do terreno
Autor(es): Geovani Tavares de Assunção, Marcio
Palavras-chave: LIDAR; Modelo Digital do Terreno (MDT); Filtragem e Classificação
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Geovani Tavares de Assunção, Marcio; da Penha Pachêco, Admilson. Desenvolvimento de métodos de filtragem e classificação de pontos LIDAR para a geração automática do modelo digital do terreno. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologia da Geoinformação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: A utilização de dados LIDAR para a obtenção de representações fiéis a respeito da superfície terrestre vem, nos últimos anos, consagrando-se como uma das alternativas mais viáveis e recorridas para se adquirir o MDS (Modelo Digital de Superfície) e principalmente do MDT (Modelo Digital do Terreno). Essa aceitação se justifica em especial pelo auto grau de automação na aquisição e processamento de dados, mas também se destaca a notável resolução altimétrica e planimétrica que os dados LIDAR oferecem. A obtenção automática do MDT a partir desses dados ocorre por meio de um processo conhecido por classificação, que consiste na remoção virtual dos pontos de um MDS que, em principio, não pertencem à superfície do terreno propriamente dita, mas sim às informações que se encontram sobre o solo, tais como edificações e elementos da própria natureza. Esse tema se trata de uma questão atual e ainda não concluída pelos principais centros de pesquisa nessa área do conhecimento em nível mundial. Nesse sentido, o presente trabalho, considerando aspectos visuais e numéricos, apresenta um estudo comparativo entre quatro métodos de filtragem e classificação automática de pontos que constituem o MDS oriundo dos dados LIDAR, a fim de se obter o respectivo MDT de quatro regiões distintas do Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná UFPR em Curitiba, Paraná Brasil. Os métodos implementados e variações propostas são pertinentes às principais linhas de pesquisa à respeito do assunto. A partir da análise dos resultados apresentados, discutidos e pontuados os principais problemas encontrados, é possível afirmar que a filtragem e classificação de dados LIDAR para geração automática do MDT é um fato bem sucedido, uma vez que os produtos gerados apresentam notável coerência visual e indicadores numéricos considerados satisfatórios
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3166
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2062_1.pdf1,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.