Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3135
Título: Percursos e processos d evolução urbana: o caso da Avenida Epitácio Pessoa na cidade de João Pessoa
Autor(es): SILVEIRA, José Augusto Ribeiro da
Palavras-chave: Evolução Urbana;Percursos;Evolução urbana;Historia Urbana
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Augusto Ribeiro da Silveira, José; de Albuquerque Lapa, Tomás. Percursos e processos d evolução urbana: o caso da Avenida Epitácio Pessoa na cidade de João Pessoa. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: O presente trabalho analisa o processo de evolução do tecido urbano, colocando como questão central o efeito de segregação produzido pelos percursos sobre os diferentes assentamentos da cidade, assim como na formação de fronteiras e barreiras urbanas, consideradas sob os pontos de vista físico e social. Para tanto, investiga os estágios evolutivos da expansão urbana, a morfologia, a ocupação e os usos do solo, que definem setores onde concentra-se determinado grupamento social, no âmbito da estruturação do espaço da cidade.O objeto do trabalho é a análise da lógica evolutiva do tecido urbano, através do estudo que articula percursos e processo de evolução urbana. Tal articulação se dá sob a influência de propriedades territoriais e de leis sócio-espaciais, em uma direção da expansão da cidade. O eixo norteador introduz o percurso da avenida Epitácio Pessoa como o objeto empírico de estudo. O percurso é visto como um instrumento de análise, representativo de um importante vetor da expansão urbana e dos espaços consolidados sob a sua influência direta, na cidade de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba. O conceito de percurso, visto não somente como rota usada nos deslocamentos, mas também como mecanismo indicativo da expansão urbana, relaciona-se com a constituição da estrutura urbana, social, econômica e política e com a sua lógica evolutiva, possuindo uma base física formada pelos sistemas urbanos, dentre os quais destaca-se o sistema de acessos aos pontos principais da cidade.Os resultados alcançados mostram que existem forças organizadoras que determinam o surgimento dos percursos, articulando-os com a evolução urbana e evidenciando relações entre a dinâmica sócio-espacial e a forma urbana. Dessa maneira, os percursos modelam a morfologia urbana. O arranjo de variáveis, desta tese, estabeleceu uma relação entre os aspectos dos percursos, da ocupação, dos usos do solo, da morfologia e das práticas dos grupamentos sociais, demonstrando que os percursos influem na segregação e no distanciamento sócio-espacial da cidade, assim como na formação de barreiras e fronteiras urbanas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3135
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Desenvolvimento Urbano

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5440_1.pdf4,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.