Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3119
Title: Ao som da radiola, dançando bem juntinho: configurações e identidades no reggae midiático de São Luís do Maranhão
Authors: Rogério Costa de Oliveira, Paulo
Keywords: Reggae;Música de massa;Identidades;Mídia;São Luis
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rogério Costa de Oliveira, Paulo; da Costa Trotta, Felipe. Ao som da radiola, dançando bem juntinho: configurações e identidades no reggae midiático de São Luís do Maranhão. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O trabalho traz em seu conteúdo uma análise do processo de constituição, configurações atuais e respectivas dinâmicas de identidade do chamado movimento reggae de São Luis do Maranhão. O reggae é uma música surgida na Jamaica em fins dos anos 60, tendo como principal referência mundial o cantor e compositor Bob Marley e a banda The Wailers. Em São Luis, a música chega em 1970 e passou a integrar a paisagem sonora ludovicense, nos bailes populares, em programas de rádio, bem como nas residências, através dos saudosos toca-discos e toca-fitas. Além da adoção festiva, o movimento negro incorporou a simbologia contida no reggae: os anseios étnicos, um mundo de igualdades, o retorno à África, enfim, a dignidade do povo afro-descendente. No entanto, hoje o reggae está mais difundido e com uma configuração muito específica em São Luis, haja vista constantes remodelamentos na estética das músicas, que são produzidas em São Luis, por maranhenses e com auxílio quase determinante, da tecnologia digital, que tem causado pensamentos contrários à idéia de uma música de raiz sendo superada pela música eletrônica. Neste processo atual, o repertório reggae tem circulado de maneira mais abrangente, através de uma página na Internet que visa proporcionar a divulgação do reggae além-Maranhão e de maneira instantânea. Considerado neste trabalho como o maior circuito cultural constituído no Maranhão, o reggae detém uma cadeia produtiva que envolve agentes, lugares e linguagens, que são unificados nas exibições dos programas de televisão e dos até então insuperáveis programas radiofônicos. Com isso, percebe-se o reggae como matéria de rearranjo, no que diz respeito à música e de remodelamento simbólico e cultural, no que diz respeito às configurações em São Luis, em que o tema identitário étnico torna-se secundário diante de uma nova proposição estética e de uma cultura de entretenimento urbano. Assim, percebe-se que no aspecto social, as propostas da essência reggae como a reivindicação de uma identidade étnica e a conscientização do povo afro-maranhense não foram até hoje repassadas, pelos magnatas, ao regueiro, que é o grande responsável pela manutenção e consolidação do reggae no meio cultural de São Luis
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3119
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Comunicação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1905_1.pdf2.18 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.