Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3113
Título: Desenvolvimento e validação de métodos bioanalíticos para quantificação de hidroclorotiazida e cimetidina em plasma humano e aplicação em estudos da farmacocinética comparada
Autor(es): Eduardo Miranda de Sousa, Carlos
Palavras-chave: Cimetidina; Hidroclorotiazida; CL-EM/EM; Plasma humano; Bioequivalência
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Eduardo Miranda de Sousa, Carlos; Pereira de Santana, Davi. Desenvolvimento e validação de métodos bioanalíticos para quantificação de hidroclorotiazida e cimetidina em plasma humano e aplicação em estudos da farmacocinética comparada. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: A adoção da Política nacional de Medicamentos Genéricos pelo Governo Federal (Lei n° 9.787 de 10 de fevereiro de 1999) envolve a produção de medicamentos de melhor qualidade, mais seguros e eficazes, comprovados através da realização de testes de equivalência farmacêutica e bioequivalência, contribuindo para aumento do acesso aos medicamentos e fortalecendo a indústria nacional através do desenvolvimento tecnológico. Para isto, é necessário o desenvolvimento e a validação de metodologias analíticas capazes de determinar o fármaco em fluidos biológicos. No Brasil, ainda existe uma carência de recursos humanos qualificados para atender a crescente demanda do mercado. Como colaborador da implementação da política nacional de Medicamentos Genéricos, este trabalho tem por objetivo o desenvolvimento e validação de métodos bioanalíticos para aplicação em estudos de biodisponibilidade relativa de dois fármacos (cimetidina e hidroclorotiazida) em voluntários sadios. Aplicou-se a técnica de extração liquido-liquido para purificação das amostras e para quantificação foi utilizada a cromatografia líquida de alta eficiência com detecção por espectrometria de massas em tandem (CL-EM/EM). Após o desenvolvimento, validação e aplicação das metodologias; os resultados dos parâmetros farmacocinéticos foram obtidos através das curvas de concentração sangüínea do fármaco versus tempo, e analisados estatisticamente para determinação da bioequivalência. Os seguintes parâmetros farmacocinéticos devem ser determinados: ASC, Cmax e Tmax. Os métodos demonstraram-se econômicos, práticos, rápidos, sensíveis, precisos e exatos segundo as normas da ANVISA e da FDA. Portanto, os estudos apresentaram ferramentas adequadas para avaliação das formulações de cimetidina comprimido (teste e referência) e das formulações de hidroclorotiazida comprimido (teste e referência), ambas mostraram-se bioequivalentes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3113
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2084_1.pdf1,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.