Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3086
Título: O paradigma do mercado no urbanismo: contribuições do marketing para o urbanismo na virada do milênio
Autor(es): ALBUQUERQUE, Augusto Aragão de
Palavras-chave: Urbanismo; Teoria do Urbanismo; Paradigmas; Marketing de espaços urbanos
Data do documento: 2006
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Aragão de Albuquerque, Augusto; de La Mora, Luis. O paradigma do mercado no urbanismo: contribuições do marketing para o urbanismo na virada do milênio. 2006. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Resumo: Levando em conta que a idéia de mercado está na base do paradigma contemporâneo do Urbanismo, pergunta-se, neste trabalho, se haveria desenvolvimento possível para o Urbanismo com a utilização do Marketing em sua matriz disciplinar. Lançam-se as bases da argumentação, construindo-se definições de Urbanismo, Marketing e Paradigma. Os dois primeiros termos são enfocados como áreas do saber que tomam corpo como discursos inscritos nas Ciências Sociais e absorvem métodos, princípios e perspectivas dos diversos campos disciplinares pelos quais transitam. O termo paradigma é concebido, a partir de Thomas Kuhn, enquanto parte principal da matriz disciplinar, e é visto segundo o tríplice foco: linguagem, modelos e exemplares. Nessa definição, apontam-se especificidades no estudo do Urbanismo tais como: noções de crise contínua, dificuldade de repetição de experimentos, construção de modelos a partir de exemplares. Sobre essa base conceitual, aborda-se a questão da mudança paradigmática na virada do milênio, com as conseqüentes modificações na linguagem, modelos e exemplares, entre os quais, destaca-se Barcelona como aquele de maior visibilidade. Considera-se que essas mudanças ocorreram no contexto do avanço de uma sociedade de consumo e da crença em um mercado mundial de cidades , o que justifica a relevância conquistada pelo Marketing como um paradigma cuja consolidação impõe críticas com incidência sobre a formação dos urbanistas. Por fim, apresentam-se duas possibilidades de novas contribuições do Marketing para o Urbanismo: a primeira, a partir da busca das soluções aos problemas apontados pela crítica; a segunda, na promoção das trocas entre críticos e partidários do paradigma hegemônico
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3086
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Desenvolvimento Urbano

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5351_1.pdf2,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.