Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2967
Título: Microbiota bacteriana da conjutiva em portadores de degeneração macular relacionada à idade exsudativa comparada com a de portadores de catarata
Autor(es): Ricardo Pires Diniz, José
Palavras-chave: Flora;Túnica conjuntiva;Degeneração macular;Catarata
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Ricardo Pires Diniz, José; Teixeira Brandt, Carlos. Microbiota bacteriana da conjutiva em portadores de degeneração macular relacionada à idade exsudativa comparada com a de portadores de catarata. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Cirurgia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Objetivo: Avaliar a microbiota bacteriana da conjuntiva e sua sensibilidade aos antibióticos em portadores de degeneração macular relacionada à idade (DMRI) exsudativa, comparando com a de portadores de catarata. Métodos: Realizou-se estudo prospectivo, observacional, analítico, com corte transversal em duas populações de estudo. Foram constituídos dois grupos: grupo I (DMRI exsudativa ativa com indicação de injeção intravítrea de bevacizumab) com 16 olhos de 16 pacientes (oito do sexo masculino e oito do feminino) com média de idades de 71,3±9,9 anos; grupo II (catarata em pré-operatório para cirurgia) com 27 olhos de 27 pacientes (nove do sexo masculino e 18 do feminino) com média de idades de 67,6±7,9 anos. Os grupos foram homogêneos em relação à idade (p=0,180) e ao sexo (p=0,280). Foi realizada coleta de secreção do fundo de saco inferior da conjuntiva, através de swab, e imediatamente colocado em tubo contendo meio líquido BHI (brain heart infusion). As amostras foram processadas conforme técnicas laboratoriais padrão e realizado antibiograma de cada colônia isolada. Resultados: Houve crescimento de 17 colônias bacterianas no grupo I, com um olho não apresentando crescimento e 30 colônias no grupo II. Houve maior frequência de bactérias Gram positivas nos dois grupos: 14/17 colônias (82,3%) no grupo I e 29/30 colônias (96,7%) no grupo II, com predomínio de Staphylococcus aureus em ambos os grupos, com oito amostras (47,1%) e 17 (56,7%), respectivamente. Staphylococcus coagulase negativa foi a segunda bactéria mais identificada, com 23,5% no grupo I e 20,0% no grupo II. Nenhuma diferença de freqüência entre os grupos alcançou significância estatística. Não foi observada diferença estatisticamente significante na sensibilidade das bactérias aos antibióticos testados entre os dois grupos, entretanto houve tendência para maior resistência à oxacilina nos portadores de DMRI (p=0,081). Conclusão: Não houve diferença na distribuição das bactérias e sensibilidade aos antibióticos da microbiota conjuntival em portadores de DMRI exsudativa, comparada com a de catarata
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2967
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Cirurgia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3196_1.pdf1,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.