Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2961
Title: Potenciais formulações com o benznidazol para tratamento de crianças com doença de Chagas
Authors: Patrícia Morais de Medeiros, Flávia
Keywords: Benznidazol;Doença de Chagas;Formulações;Crianças;Lactentes
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Patrícia Morais de Medeiros, Flávia; José Rolim Neto, Pedro. Potenciais formulações com o benznidazol para tratamento de crianças com doença de Chagas. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: A tripanossomíase americana é uma zoonose causada pelo Trypanosoma cruzi (T. cruzi). Há 16 a 18 milhões de pessoas infectadas nas Américas, com mais de 100 milhões expostas ao risco de infecção, sendo considerada endêmica na América Latina. Além da transmissão vetorial, há também a transmissão oral, por transfusão sanguínea e congênita (mãe para filho). Os lactentes e as crianças são tratados a partir de preparações extemporâneas do comprimido de benznidazol 100 mg. O objetivo principal desta pesquisa é o desenvolvimento de uma formulação pediátrica líquida (suspensão) e outra sólida (comprimido) para o tratamento da doença de Chagas em lactentes e crianças. Foi avaliado em laboratório diferentes formas de manipular as preparações extemporâneas a partir do comprimido de 100 mg do benznidazol e implicam em grande variabilidade de dose administrada, sendo a preparação, a partir da pulverização do pó, ajustada por peso, este ressuspenso em água e administrado com seringa dosadora, é a forma com menor variação. Foi realizada a caracterização físico-química e do estado sólido do insumo farmacêutico ativo benznidazol, os cristais apresentaram baixa solubilidade em água, não apresentam polimorfos e é constituído por partículas finas. O estudo de solubilidade realizado para o benznidazol definiu os meios de dissolução em condição sink , sendo selecionado o meio composto por suco gástrico + laurilsulfato de sódio1%. No estudo de degradação forçada, o benznidazol, após 30 dias, apresentou-se degradado na solução de peróxido a 3%. Este também é sensível a luz. Foi desenvolvido e validado o método indicativo para estudo de estabilidade. Foram desenvolvidas as formulações de suspensão de benznidazol a 2% e o comprimido de benznidazol a 12,5 mg, utilizando os estudos de planificação qualitativa e quantitativa de excipientes e acompanhadas através dos parâmetros de controle de qualidade. As formulações estão em estudo de estabilidade acelerado e de longa duração. Os resultados de estabilidade referente a 06 meses, farão estas formulações potenciais opções de tratamento da doença de Chagas em lactentes e crianças com garantia de precisão de dose
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2961
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1216_1.pdf5.64 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.