Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2943
Title: O som nosso de cada dia: análise do comportamento da acústica urbana a partir de modificaçãoes na forma urbana
Authors: SOUZA, Rafaella Brandão Estevão de
Keywords: Planejamento urbano; Acústica; Ruído urbano
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Brandão Estevão de Souza, Rafaella; de Sousa Brandão Neto, José. O som nosso de cada dia: análise do comportamento da acústica urbana a partir de modificaçãoes na forma urbana. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: O excesso de ruídos atualmente encontrados nos centros urbanos está intimamente vinculado ao crescimento acelerado das cidades. Este crescimento suscitou o aumento e uma maior concentração da população urbana, acarretando em rápidas transformações no meio de propagação do ruído, além do aumento e concentração dos diversos tipos de fontes sonoras que o geram. Ocorre que, a forma urbana considerada a partir de seus aspectos físicos ou materiais onde este ruído é gerado, influencia, em certa medida, a trajetória de propagação da onda sonora: a interação entre os diversos elementos que compõem esta forma urbana contribuirá para a caracterização do comportamento desta trajetória. Assim, para cada forma urbana específica, existirá um comportamento acústico igualmente específico, exclusivo e vinculado a esta forma urbana. Deste modo, se para cada espaço urbano existe um comportamento próprio de propagação sonora, a presente pesquisa propôs-se a analisar o comportamento da acústica urbana de um mesmo espaço urbano a partir de modificações cronológicas em sua forma urbana. Esta análise foi realizada considerando a articulação de três variáveis - a fonte sonora, a forma urbana e a acústica urbana. Admitiu-se que a propagação de uma mesma fonte sonora, em um mesmo espaço urbano que tenha sofrido, ao longo de um processo cronológico, modificações em sua forma urbana, implicaria em diferentes comportamentos em sua acústica urbana, para as diferentes datas deste processo. Adotou-se como estudo de caso o loteamento 3° Jardim de Boa Viagem (Recife-PE), sendo estudadas as modificações em sua forma urbana ocorridas nos anos de 1971, 1981, 1997 e 2009, além da elaboração de uma situação hipotética futura (predição acústica). Foram realizadas pesquisas documentais e estudos de campo para coleta de dados referentes às características da forma urbana do 3° Jardim, e, para coleta de seus níveis de pressão sonora atuais. Com estes dados, foram calculados e gerados mapas acústicos do 3° Jardim utilizando o software Predictor para cada uma das datas pesquisadas, e para a situação hipotética futura. Estes mapas foram analisados comparando seus comportamentos acústicos entre si, buscando compreender esse comportamento diante das modificações cronológicas em sua própria forma urbana. Os resultados deste estudo indicaram que a modificação de um mesmo meio urbano possui potencial tanto para propiciar altos níveis de ruído, quanto para minimizálos, influenciando definitivamente no comportamento acústico de determinado local. Estes resultados confirmaram a relevância em compreender a acústica urbana a partir de seu meio propagador, pois uma vez consolidado, raras são as intervenções possíveis na forma urbana para minimizar o ruído urbano por ela delineado
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2943
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo168_1.pdf4.57 MBAdobe PDFView/Open
arquivo168_2.pdf6.83 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.