Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2940
Título: Membrana de biopolímero de cana-de-açúcar como substituto de dura-máter em ratos Wistar
Autor(es): de Melo Tavares de Lima, Frederico
Palavras-chave: Dura-máter;Biopolímero de cana-de-açúcar;Politetrafluoroetileno expandido
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Melo Tavares de Lima, Frederico; Lamartine de Andrade Aguiar, José. Membrana de biopolímero de cana-de-açúcar como substituto de dura-máter em ratos Wistar. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Cirurgia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Introdução: Em aproximadamente 30% das cirurgias neurológicas se utiliza substitutos da duramáter. Objetivos: Avaliar o emprego da membrana de biopolímero de cana-de-açúcar como substituto dural em ratos. Material e Métodos: Quarenta ratos machos adultos Wistar foram sorteados em dois grupos de 20 animais: experimental e controle. Os animais foram submetidos a craniectomia frontoparietal com ressecção da dura-máter exposta sob condições de assepsia e anti-sepsia. Nos animais controle, o defeito dural foi corrigido com membrana de e-PTFE. O grupo experimental recebeu uma membrana do biopolímero de cana-de-açúcar. Os enxertos nos dois grupos não foram suturados. O conjuntivo e o couro cabeludo foram fechados em planos isolados. Os animais foram sacrificados após 120 dias de observação. As cabeças foram fixadas por perfusão e imersas na mesma solução de fixação, formaldeído a 10%. Após fixação, amostras interessando o conjuntivo, substitutivos durais e encéfalo foram coletadas, incluídas em parafina, processadas e coradas com hematoxilina e eosina. O estudo histológico foi feito para quantificar e comparar a resposta inflamatória e o processo cicatricial entre os grupos controle e experimental. Resultados: Todos os animais sobreviveram e durante o período de observação clínica não foram observados casos de infecções, fístulas liquóricas, hemorragias, modificações comportamentais, como ritmo alimentar ou distúrbios, convulsões e paralisias. As alterações histopatológicas das leptomeninges receberam escores semi-quantitativos conforme a resposta inflamatória ou reação de corpo estranho nas superfícies externa e interna das membranas, a capacidade do hospedeiro em isolar os implantes, e a propensão em assimilar a prótese. Os achados histológicos não demonstraram diferenças estatísticas entre os parâmetros analisados exceto absorção do biopolímero (p<0,001) e tendência a substituição por tecido conjuntivo. Conclusão: O biopolímero pode ser utilizado como substituto da dura-máter em ratos e evolui para absorção com substituição no hospedeiro
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2940
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Cirurgia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2068_1.pdf8,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.