Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2908
Título: Peperomia pellucida L.(H.B.K.): obtenção tecnológica de formas farmacêuticas
Autor(es): Maria Ferreira da Silva, Rosali
Palavras-chave: Cápsulas;Secagem por spray dryer;Maceração;Flavonóides;Peperomia pellucida
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maria Ferreira da Silva, Rosali; José Rolim Neto, Pedro. Peperomia pellucida L.(H.B.K.): obtenção tecnológica de formas farmacêuticas. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: Peperomia pellucida L. (H.B.K.) é conhecida popularmente como erva-de-jabuti e é usada como antimicrobiano, anti-hipertensivo e anti-inflamatório. Este trabalho teve por finalidade desenvolver tecnologicamente formas farmacêuticas à base de P. pellucida para o tratamento antimicrobiano e cardiovascular, realizando análises anatômica e microquímica das folhas, caracterização físico-química para o pó e para a solução extrativa da planta inteira, análises por espectrofotometria e cromatografia das frações flavonoídica e do extrato bruto, avaliação da sazonalidade e do processo de extração, a avaliação das atividades antimicrobiana e cardiovascular do extrato etanólico, clonagem, avaliação dos diferentes processos de secagem utilizando microscopia eletrônica de varredura e análise térmica, otimização do processo e caracterização físico-química do extrato seco por spray dryer e o desenvolvimento de cápsulas utilizando extrato seco por aspersão de P. pellucida. As características anatômicas e microquímicas foram fundamentais na identificação e caracterização da espécie. A avaliação da sazonalidade indicou que não há influência dos valores de precipitação das chuvas sobre o teor do marcador utilizado para P. pellucida, a 3 ,4 ,7-tri-O-metoxiflavona, nas amostras coletadas nos meses março, maio e julho de 2010. Na variação da concentração do solvente da maceração (50, 70 e 90%), o marcador apresentou um maior valor de teor na concentração de 70% de álcool etílico. O extrato etanólico demonstrou atividade antibacteriana contra Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa. A micropropagação de P. pellucida foi possível utilizando-se gemas axilares jovens. O extrato seco obtido por spray dryer apresentou menor aderência ao equipamento utilizado e partículas esféricas, possibilitando uma melhor fluidez durante o desenvolvimento farmacotécnico-industrial de formas farmacêuticas sólidas. Os estudos de pré-formulação conduziram à definição da forma farmacêutica cápsula. Os resultados obtidos contribuem para a determinação de especificações de uma futura monografia farmacopeica e fornecerão parâmetros para que empreendedores da indústria farmacêutica baseiem-se para a produção de insumos, bem como para o controle de qualidade de intermediários e do produto acabado à base de P. pellucida
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2908
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1166_1.pdf4,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.