Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2904
Title: Avaliação do EuroSCORE como preditor de mortalidade em cirurgia valvar no Instituto do Coração de Pernambuco
Authors: ANDRADE, Isaac Newton Guimarães
Keywords: EuroSCORE; Cirurgia valvar; Mortalidade
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Newton Guimarães Andrade, Isaac; Ribeiro Moraes Neto, Fernando. Avaliação do EuroSCORE como preditor de mortalidade em cirurgia valvar no Instituto do Coração de Pernambuco. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Cirurgia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: Objetivo: Avaliar a aplicabilidade do Sistema Europeu de Risco em Operações Cardíacas (EuroSCORE) em pacientes submetidos à cirurgia valvar no Instituto do Coração de Pernambuco. Métodos: Foram incluídos no estudo 840 pacientes operados entre 2001 e 2009. Os prontuários continham todas as informações que permitiram calcular o EuroSCORE. O desfecho de interesse foi óbito na internação. Com o objetivo de avaliar a aplicabilidade do EuroSCORE, foi usado o teste não paramétrico de Mann-Whitney. A calibração do modelo foi medida pela comparação da mortalidade observada com a esperada, usando-se o teste de bondade de ajuste de Hosmer- Lemershow. A acurácia do modelo foi avaliada pela curva ROC (receiver operating characteristic curve). Resultados: A comparação entre a mortalidade prevista e a observada, por meio do teste de Hosmer-Lemershow, evidenciou boa capacidade preditiva tanto por grupo de risco (P=0,767), como para cada valor do EuroSCORE Aditivo (P=0,455). Obteve-se uma área sob a curva de ROC de 0,731 (IC95% 0,660 - 0,793), com valor de P<0,001. A mortalidade global prevista foi praticamente idêntica à observada (7,9%). O grupo de baixo risco (EuroSCORE 0-2) era constituído por 345 pacientes, e a mortalidade foi de 3,19%. O grupo de médio risco (EuroSCORE 3-5) compreendeu 364 pacientes, com mortalidade de 7,69%, e o grupo de alto risco (EuroSCORE >6) incluiu 131 pacientes, com mortalidade de 20,6%. A análise de regressão logística permitiu identificar os seguintes fatores de risco para o óbito: idade acima de 60 anos, sexo feminino, operação prévia, endocardite ativa, cirurgia associada à aorta torácica e arteriopatia extracardíaca. Conclusões: O EuroSCORE, um método simples e objetivo, revelou-se um preditor satisfatório de mortalidade operatória e, por ele, foram identificados fatores de risco para o óbito em pacientes submetidos à cirurgia valvar no Instituto do Coração de Pernambuco
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2904
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Cirurgia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1426_1.pdf4.65 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.