Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2897
Title: Eficácia da membrana de celulose produzida pela Zoogloea sp na forma multiperfurada comparada à forma compacta e à membrana sintética de politetrafluoretileno expandido na correção cirúrgica de falha músculo-aponeurótica aguda induzida em ratos
Authors: Kelner Silveira, Raquel
Keywords: Parede abdominal; Hérnia ventral; Telas cirúrgicas; Celulose microbiana; Zooglea sp; Cicatrização de feridas
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Kelner Silveira, Raquel; Lamartine de Andrade Aguiar, José. Eficácia da membrana de celulose produzida pela Zoogloea sp na forma multiperfurada comparada à forma compacta e à membrana sintética de politetrafluoretileno expandido na correção cirúrgica de falha músculo-aponeurótica aguda induzida em ratos. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Cirurgia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Introdução: A necessidade da utilização de próteses em cirurgias de hérnias abdominais já está bem estabelecida na literatura. O uso de materiais sintéticos permitindo reparos livres de tensão resultou na diminuição da recidiva nessas cirurgias. Entretanto, algumas propriedades físicas desses materiais podem levar ao aumento da incidência de infecção, formação de seromas, fístulas e retração da tela. Até o momento, o material ideal para esse tipo de procedimento ainda não foi desenvolvido. Uma alternativa é o emprego de materiais biológicos. Objetivo: Analisar a eficácia da membrana de celulose produzida pela Zoogloea sp na forma multiperfurada comparada à forma compacta e à membrana sintética de politetrafluoretileno expandido na correção cirúrgica de falha músculo-aponeurótica aguda induzida em ratos. Método: Realizou-se ensaio biológico no qual 45 animais foram alocados randomicamente em três grupos de acordo com o tipo de prótese: grupo MMP - reparo com a membrana celulose microbiana multiperfurada, composto de 18 animais; grupo MC - reparo com a membrana celulose microbiana compacta, composto de 12 animais; e grupo PTFEe - reparo com o politetrafluoretileno expandido, composto de 15 animais. No período compreendido entre 95 e 105 dias de pós-operatório, esses animais foram submetidos à eutanásia para avaliação dos parâmetros biomecânicos, histológicos e clínicos utilizando-se a análise de covariância para ajuste de fatores de confusão. Resultados: Não se observou diferença entre as médias dos três grupos quando se compararam os parâmetros da força de ruptura máxima, deformação específica de força máxima e densidade volumétrica de colágeno (p>0,05). O coeficiente de determinação do modelo evidenciou que 97%, 68% e 47% da variabilidade dos parâmetros: número de neovasos por campo, número de células gigantes por campo e módulo de elasticidade, respectivamente, foram explicados pela variável independente. Após ajustamento para múltiplas comparações das médias, pelo método de Sidak, verificou-se em relação à variável módulo de elasticidade diferença estatisticamente significante somente entre os grupos MC e PTFEe (p=0,000). Quanto ao número de células gigantes por campo e número de neovasos por campo, observaram-se diferenças significativas nas comparações entre os grupos MMP e MC, MC e PTFEe e MMP e PTFEe (p<0,05). Na análise histológica qualitativa, houve incorporação do conjunto prótese-hospedeiro apenas no grupo da membrana de celulose multiperfurada, enquanto a encapsulação foi observada em todos os casos nos grupos da membrana compacta e PTFEe. A proporção de casos de infecção não apresentou diferença entre os três grupos (p>0,05), entretanto, se verificou que a proporção de casos com aderência foi significativamente maior nos grupos das membranas de celulose multiperfurada e compacta quando comparada à do grupo do PTFEe (p<0,05). Conclusão: Nas condições de desenvolvimento do experimento que avaliou a eficácia das próteses para correção de falha músculo-aponeurótica aguda em ratos, verificou-se que a confecção de macroporos na membrana de celulose microbiana na forma compacta não comprometeu as propriedades biomecânicas e que essa prótese na forma multiperfurada, quando comparada à membrana na forma compacta e à membrana sintética de politetrafluoretileno expandido, apresentou melhor desempenho nos parâmetros histológicos qualitativos e quantitativos estudados
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2897
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Cirurgia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1410_1.pdf2.51 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.