Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2892
Título: Os caminhos e descaminhos da responsabilidade sócio ambiental empresarial : um estudo das estratégias das usinas de Açúcar e álcool do estado de Pernambuco
Autor(es): Cornils Monteiro Benevides, Fernanda
Palavras-chave: Responsabilidade sócio ambiental;Setor sucroalcooleiro;Sustentabilidade
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cornils Monteiro Benevides, Fernanda; Paulette Yves Rufino Dabat, Christine. Os caminhos e descaminhos da responsabilidade sócio ambiental empresarial : um estudo das estratégias das usinas de Açúcar e álcool do estado de Pernambuco. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: As questões relacionadas ao meio ambiente ocupam diversos espaços na sociedade, trazendo a tona uma das conseqüências do desenvolvimento do capitalismo e sua forma específica de lidar com a natureza. Nesse contexto, as empresas, apesar de serem tidas como responsáveis pelo desenvolvimento econômico e tecno-científico da humanidade, estão perdendo credibilidade devido à crise ambiental mundial. Assim como o setor sucroalcooleiro pernambucano, historicamente marcado por exploração, tanto da natureza natural quanto humana, para além dos limites. O empresariado passa a traçar estratégias de gestão da crise, entre elas, a responsabilidade sócio ambiental empresarial. Partindo do pressuposto do desenvolvimento sustentável , onde seria possível produzir em escala crescente reduzindo danos ambientais, o setor investe em instrumentos de mercado visando atrair o consumidor verde , por meio de certificações e medidas compensatórias, em parceria com o terceiro setor. Esse caminho deixa clara a tentativa do empresariado de ditar o ritmo das mudanças e políticas públicas ambientais. A RSA permitirá a poucas usinas, evidenciando o caráter acumulativo do capitalismo, a entrada no novo mercado. A concentração de terras, intensificação da produção e substituição de trabalho vivo por tecnologia são conseqüências desse processo. A presente dissertação pretende contribuir para a formação de uma visão crítica acerca da RSA e da sustentabilidade da produção de derivados de cana-de-açúcar no Brasil e mais especificamente em Pernambuco
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2892
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1264_1.pdf3,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.