Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2869
Title: Plantas medicinais da Caatinga e Floresta Atlântica nordestina: aspectos químicos, ecológicos e culturais
Authors: de Fátima Castelo Branco Rangel de Almeida, Cecilia
Keywords: Etnobotânica; Plantas medicinais; Bioprospecção, Fitocompostos; Atividade antimicrobiana
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Fátima Castelo Branco Rangel de Almeida, Cecilia; Paulino de Albuquerque, Ulysses. Plantas medicinais da Caatinga e Floresta Atlântica nordestina: aspectos químicos, ecológicos e culturais. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Este trabalho teve como objetivo analisar as formas de abordagem na seleção de plantas medicinais, em comunidades tradicionais, para isso usou como modelo a Hipótese da aparência, interpretando que tipo de influência, quanto ao seu hábito e estratégia de vida, será determinantes na constituição dos compostos bioativos nas espécies vegetais de ambiente secos (Caatinga) e ambientes úmidos (Floresta Atlântica). Usou-se a etnobotânica como ferramenta de seleção das espécies a serem estudadas, contemplando três vertentes: apresentar de forma geral a importância das espécies nativas e exóticas conhecidas como medicinais em Cachoeira, Barrocas e Bom Sucesso, no município de Soledade/PB, onde estão inseridas em região de vegetação do tipo Caatinga; testar as predições da Hipótese da aparência em dois diferentes ambientes, para entender se o hábito e estratégia de vida são preditores das ocorrências de fitocompostos, além de questionar se a Importância Relativa pode estar envolvida com o seu hábito, estratégia de vida e composição química; comparar o potencial da atividade antimicrobiana dos extratos brutos de espécies citadas nas comunidades estudadas, para avaliar quais das duas regiões apresentam melhor potencial para a descoberta de plantas com propriedades antimicrobianas. O presente estudo foi realizado em dois municípios, no Nordeste brasileiro, para abranger duas diferentes áreas vegetacionais: Caatinga e Floresta Atlântica. Na Caatinga, o estudo foi realizado no município de Soledade localizado na Microrregião de Soledade e na Mesorregião do Agreste no estado da Paraíba. Devido ao clima quente e seco, sua vegetação é formada por florestas espinhosa e caducifólia, apresentando estrato arbustivo dominante e poucos indivíduos arbóreos. Na Floresta Atlântica, o município estudado foi Igarassu, localizado na Microrregião de Itamaracá e na Mesorregião do Recife, no estado de Pernambuco. A vegetação predominante é de resquícios de Mata Atlântica, Capoeiras, Mangues e áreas de agricultura comercial e subsistência. Com base no que foi exposto, é possível inferir algumas observações, as quais se correlacionam estreitamente. Onde os achados sinalizam algumas implicações, com padrões para a bioprospecção nas diferentes regiões estudadas, mesmo não havendo resultados estatísticos significativamente. Espécies de porte arbóreo em especial de regiões semi-árida tendem a apresentar forte vocação para acumular compostos considerados como quantitativos, sendo então mais provável encontrar plantas medicinais com atividade biológica ligada a esses compostos e, espécies de regiões úmidas, são as espécies herbáceas que apresentam maior importância e tendem a ocorrência na maioria dos casos de compostos qualitativos. Possivelmente, devido às espécies de Caatinga apresentar um padrão de compostos quantitativos, tais como, taninos e saponinas, suas espécies tenderam a melhores inibições e maiores versatilidades de microrganismos sensíveis. Neste sentido, a Caatinga pode ser um ambiente promissor em estudos de bioprospecção para compostos antimicrobianos. Mas, deixando claro que esses padrões devem ser melhor investigados
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2869
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1090_1.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.